Início Geral

SMS participa de a??es de conscientiza??o sobre a psor?ase a partir desta segunda na Capital

Em alusão ao Dia Mundial de Atenção a Psoríase, comemorado em 29 de outubro, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) participará de uma série de ações educativas sobre a doença. O evento é uma parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). As atividades começam nesta segunda-feira (20) e seguem até o próximo dia 29.

Leia também: HU da Capital divulga campanha de orientação sobre psoríase, uma doença de pele

A secretária de Saúde, Mônica Rocha, destaca a importância de a SMS estar inserida nas ações de conscientização sobre o que é a psoríase. “Evidenciar a doença vem a contribuir com informação à população e promoção à saúde. Durante a semana, teremos serviços da rede municipal de saúde recebendo os usuários para explicar sobre a doença”, afirmou.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com Esther Palitot, coordenadora do Centro de Referência de Apoio e Tratamento à Psoríase na Paraíba, o principal objetivo da campanha é o esclarecimento da doença. “Queremos passar à população a informação de que a doença tem tratamento. Muitas pessoas pensam que não há como tratar. Portanto, através do esclarecimento, podemos diminuir o preconceito existente na sociedade”.

A programação será aberta na segunda-feira (20), a partir das 11h30, no auditório do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), com uma palestra voltada para os portadores de psoríase e seus familiares. De terça (21) até sexta-feira (24), profissionais de saúde estarão orientando usuários em 16 Unidades de Saúde da Família sobre os sintomas e o tratamento da doença.

Já no sábado (25) haverá uma ação intensificada, das 6h às 8h, no Busto de Tamandaré, com serviços de promoção à saúde, atividades de lazer e recreação, além da distribuição de material informativo.

Doença

A psoríase é uma doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa. A doença apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente. Sua causa é desconhecida, mas os profissionais especialistas afirmam que pode ter causas relacionadas ao sistema imunológico, às interações com o meio ambiente e à suscetibilidade genética.

Os principais sintomas da doença são: manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas; pequenas manchas escalonadas; pele ressecada e rachada, às vezes, com sangramento; coceira, queimação e dor; unhas grossas, sulcadas com caroços e inchaço e rigidez nas articulações.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, alguns fatores podem aumentar as chances de uma pessoa adquirir a doença ou piorar o quadro clínico já existente, dentre eles: histórico familiar; estresse; obesidade; tempo frio, pois a pele fica mais ressecada; tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas.

Diagnóstico e tratamento

Dependendo do tipo de psoríase e do estado do paciente, os ciclos da doença duram de algumas semanas a meses.

O tratamento da psoríase é essencial para manter uma qualidade de vida satisfatória. Nos casos leves, hidratar a pele, aplicar medicamentos tópicos apenas na região das lesões e exposição diária ao sol são suficientes para melhorar o quadro clínico e promover o desaparecimento dos sintomas.

Já em casos graves, é necessário iniciar tratamentos com medicação via oral ou injetável. Outros fatores que impulsionam a melhora e até o desaparecimento dos sintomas são uma alimentação balanceada e a prática de atividade física.

Em João Pessoa, as pessoas que tiverem algum problema de pele podem procurar a Unidade de Saúde de Família (USF) mais próxima de sua residência. Se notificada e identificada à doença, o serviço encaminha o usuário ao Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), unidade de referência nesta especialidade.

“A doença pode ter um impacto significativo na qualidade de vida e na autoestima do paciente, o que pode piorar o quadro”, afirmou Esther Palitot.

Prevenção

Não há formas de prevenir a psoríase, mas pessoas que possuem histórico familiar da doença devem ter atenção redobrada a possíveis sintomas.

Se a pessoa perceber qualquer um dos sintomas, deve procurar um dermatologista imediatamente, pois os especialistas afirmar que, quanto mais precoce for o diagnóstico, mais fácil será o tratamento.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.