Início Notícias

Sobrinho matou tia porque ficou trancado, diz delegada

O suspeito de matar a própria tia nesse domingo (7), em Campina Grande, disse que a parente trocou as fechaduras da casa enquanto ele estava ausente. De acordo com a delegada do caso, Ellen Maria, a casa onde morava a vítima já era motivo de discussões entre ambos, pois era herança de família.

“Segundo o próprio suspeito, eles teriam discutido por conta da casa, pois era herança de família e haviam alguns problemas relacionados ao local. Segundo ele, quando chegou à casa, os cadeados estavam trocados e ele não teve acesso”, disse a delegada do caso, Ellen Maria.

O suspeito estava ausente havia alguns dias, trabalhando como pintor e vendedor ambulante, mas quando retornou, encontrou as fechaduras trocadas, impossibilitando sua entrada.

“Fazia alguns dias que ele estava fora, atuando, ora como pintor, ora como ambulante, vendendo amendoim na praia. Quando ele chegou a casa após vários dias, encontrou os cadeados trocados”, disse a delegada.

Ele pediu que a tia abrisse a porta, sendo atendido, porém, houve uma discussão que acabou virando uma tragédia familiar.

“Ele a convenceu de abrir a porta, alegando que iria apenas pegar as roupas e iria embora, que não teria problema algum. Lá dentro iniciou-se outra discussão e ele atingiu um momento de ira e quando ela estava de frente pra ele, ele usou um fio que tinha pego no quintal. Ela viu e tentou correr, mas ele passou o fio no pescoço dela pelas costas, estrangulando-a”, relatou.

Reincidência

Conforme a delegada Ellen Maria, o suspeito já teve passagem pela polícia, sendo preso por porte ilegal de armas. “Ele cumpriu pena por porte ilegal de arma de fogo, ocorrido aqui [em João Pessoa] e em Campina Grande e há notícias que ele veio do Pará já com um problema ligado à agressão”, disse.

A delegada disse ainda que o suspeito demonstrou bastante frieza na continuidade do crime. “Ele teve bastante frieza, uma vez que, ao sair, levou o instrumento do crime, deixou o quarto trancado, fechou a casa e levou a chave, deixou a TV com som alto, deu bom dia aos vizinhos, como se não tivesse acontecido nada”, disse.

O suspeito foi preso preventivamente, mediante representação da delegacia de homicídios junto ao juiz plantonista, foi submetido a exame de corpo e delito e seguirá para a audiência de custódia, provavelmente nesta terça-feira (9).

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.