Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Solenidade marca centenário do desembargador Sílvio Porto em JP

Nesta quinta-feira, às 17h, o Tribunal de Justiça da Paraíba vai promover a solenidade do centenário de nascimento do desembargador Sílvio Pélico Porto, na Sala do Tribunal Pleno, sob a presidência do desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos. O projeto é uma iniciativa da Comissão de Cultura e Memória do Poder Judiciário, que tem à frente o desembargador e acadêmico, Marcos Cavalcanti de Albuquerque.

Para o desembargador José Ricardo Porto, vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), e presidente da 1ª Câmara Cível do TJPB, a lembrança do nome do seu pai é de uma importância muito grande. “A homenagem que o Tribunal presta a Sílvio Porto, meu pai, é de uma significância expressiva para toda nossa família. Notadamente, estamos diante de um homem que pautou sua vida da forma e modo a encarar os acontecimentos do seu jeito. Muito nos orgulha sua trajetória”, comentou o magistrado, que vai falar em nome da família durante a sessão solene.

Já o caçula, Geraldo Emílio Porto, juiz titular da 7ª Vara Criminal da Capital e juiz eleitoral de João Pessoa, a família recebeu com muita alegria a homenagem da Comissão de Cultura do TJPB. “Meu pai foi um exemplo de honradez, um homem de vasta cultura jurídica e de muita dignidade. Um homem que passou para os filhos os melhores ensinamentos”, ressaltou.

Para o filho que tem o nome do pai, o defensor público Sílvio Pélico Porto Filho, celebrar o centenário de seu genitor é um ato de reconhecimento pelo cidadão, jurista e humanista que ele foi. “Como filho, ter o nome de meu pai, me orgulha muito. Desde já, nosso agradecimento ao presidente do TJPB, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, e ao presidente da Comissão de Cultura, desembargador Marcos Cavalcanti”, pontuou.

Histórico

O desembargador Sílvio Pélico Porto nasceu em Cruz do Espírito Santo-PB, em 6 de dezembro de 1919. Filho de José Domingues Porto e Dona Nautília da Gama Porto, ele juiz de Direito daquela comarca. Bacharel pela Faculdade de Direito do Recife, turma de 1946. Com larga experiência jurídica, foi nomeado desembargador em 30 de abril de 1981. Sílvio Porto foi prefeito de Guarabira e diretor do Departamento de Publicidade do Estado, tendo movimentado o Jornal A União e fazendo circular o centenário Correio das Artes, dirigido por Edson Régis.

Em 1954, foi eleito deputado estadual e, em 19 de outubro de 1959, nomeado para o cargo de secretário do Interior, Justiça e Segurança Pública. Exerceu o cargo de procurador Jurídico do Estado e permaneceu como desembargador até seu falecimento, em 14 de maio de 1984. Foi presidente Tribunal Regional Eleitoral e professor de Direito Civil da UFPB.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.