Início Geral

‘Sonho dela era se formar’, dizem familiares de estudante morta em assalto na Capital

Uma menina estudiosa, de família e que sonhava seguir os passos da irmã e se formar em um curso superior. Assim foi o relato de familiares da estudante universitária Meirylane Thaís, de 19 anos, assassinada com um tiro na cabeça, na noite dessa quarta-feira (15), durante um latrocínio (roubo seguido de morte) no bairro de Tambiá, na região central de João Pessoa, nas proximidades da instituição de ensino que frequentava. Veja vídeo abaixo.


Leia também: Universitária é morta com tiro na cabeça em JP após suposta reação a assalto

Filha de um policial militar, Meirylane Thaís era estudante do curso de Biomedicina e viajava cerca de 1h30, se segunda a sexta-feira, de Itabaiana, no Agreste paraibano, para a Capital, onde estudava.


Leia mais Notícias no Portal Correio

“Ela escolheu João Pessoa para estudar, voltou de férias e no segundo dia de aula aconteceu essa tragédia. O sonho dela era seguir os passos da irmã e se formar em um curso superior”, disse uma das primas da estudante morta.

“A gente sabe que a violência é grande, mas a gente nunca espera, principalmente na nossa família. Uma menina nova, que sai para estudar e vem uma notícia dessa”, contou uma tia de Meirylane Thaís durante entrevista a TV Correio.

Investigação

Ao Portal Correio, o superintendente da Polícia Civil em João Pessoa, delegado Marcos Paulo, afirmou que a polícia vem analisando imagens de câmeras de segurança da região do crime e colhendo depoimentos para tentar identificar os responsáveis pelo latrocínio (roubo seguido de morte).

“A princípio, se trata de um latrocínio, por isso o caso está com a Delegacia de Roubos e Furtos. Elementos estão sendo colhidos, como depoimentos de testemunhas e análise de câmaras, para que a polícia possa chegar aos responsáveis pela morte da estudante. Também analisamos a possibilidade de produção de um retrato falado”, contou o delegado Marcos Paulo.

O caso

Meirylane Thaís é natural da cidade de Itabaiana e estudava em uma faculdade particular de João Pessoa. Antes do crime, ela havia chegado em um ônibus e estava se dirigindo para uma padaria para lanchar quando foi abordada pelos criminosos.

Durante a abordagem, a universitária teria se negado a entregar pertences aos criminosos e foi baleada por um deles, morrendo ainda no local do crime. A amiga da vítima conseguiu correr e se proteger durante a ação dos bandidos.

Os suspeitos conseguiram roubar a bolsa de Meirylane e fugiram sem ser identificados.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.