Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Suspeito de matar assaltante para defender filho deve se apresentar a Polícia Civil, em João Pessoa

À TV Correio, defesa do proprietário da padaria afirmou que a tese de legítima defesa não está confirmada
Polícia
Foto: Divulgação

Um comerciante suspeito de matar um suspeito de assaltar uma padaria na última terça-feira (26), em Pedras de Fogo, na grande João Pessoa, deve se apresentar a Polícia Civil para prestar depoimento. Durante a ação criminosa, o filho dele foi morto por outro suspeito.

À TV Correio, o advogado Ronaldo Rodrigues Jordão, que faz a defesa do proprietário da padaria, afirma que a tese de legítima defesa não está confirmada.

 “As versões trazidas pela imprensa não condiz com a verdade quando estão afirmando, de forma categórica, que o proprietário da padaria teria agido em legitima defesa. Como a vítima está em estado de choque, o depoimento ainda será colhido e só a partir daí teremos a versão oficial do caso”, completa o advogado.

Na confusão, o pai teria esfaqueado Eduardo da Silva Alves, de 20 anos, que morreu no local. Já o filho teria sido baleado pelo outro suspeito do assalto e foi socorrido em estado grave para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ainda de acordo com o advogado, há a possibilidade do filho, Clayton Cosmo da Silva, ter esfaqueado um dos criminosos e após isso, teria sido baleado pelo outro suspeito.

“O pai, seu Nivaldo, estaria na parte onde acontece o atendimento dos clientes da padaria. Quem estava no ponto de venda era o Clayton, o filho de seu Nivaldo. A vítima foi rendida pelos homens com uma arma de fogo e foi nesse momento, o seu Nivaldo viu a cena. A partir deste momento, já não se pode afirmar o que aconteceu para não atrapalhar as investigações”, completa.

Segundo o advogado, Nivaldo não atirou em ninguém, como também não foi atingido por nenhuma arma de fogo. O caso continua sob investigação da Polícia Civil.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

Palavras Chave

AssaltanteSuspeito
publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.