|
terça, 26 março 2019
- Advertisement -
- Advertisement -
Início Tags Al Jazeera

Mais artigos sobre

Al Jazeera

- Advertisement -

Notícias mais lidas

Balaustrada

Balaustrada com mais de 100 anos está abandonada em JP

Um monumento de mais de 100 anos jogado às traças. Essa é a atual situação da balaustrada situada na Rua das Trincheiras, em Jaguaribe, João Pessoa. O monumento foi construído em 1918, durante o governo de Camilo de Holanda (1916 - 1920), mas o descaso do poder público fez com que o local, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Estado da Paraíba (Iphaep), conviva com o abandono. O Portal Correio esteve no local após sugestão de um internauta e conferiu a situação de abandono. Pichações, inclusive de facções criminosas, e vegetação alta tomam conta do ambiente. Até um busto que havia no lugar foi arrancado. Veja no vídeo abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=eOEASmWuPmg Segundo o Iphaep, a construção tinha o intuito de separar o bairro do precipício que o margeia, oferecendo, assim, proteção aos caminhantes e a vista para a várzea e a Ilha do Bispo. Além da balaustrada, são tombados pelo Iphaep os mais de dez casarões localizados no entorno. Segundo o Iphaep, o local marcou uma das áreas residenciais de maior prestígio da cidade do período, mencionada como uma vitrine da Belle Époque paraibana, repleta de edifícios ecléticos, dotados de refinamento estético, com composições arquitetônicas europeias, trazendo elementos do Art Nouveau, por exemplo.

Prefeitura afirma ter projeto

A secretária municipal da infraestrutura, Sachenka da Hora, afirmou que já existe um projeto de recuperação para aquela área, mas não falou em prazos. Já a Secretaria de Desenvolvimento Urbano informou que as ações de manutenção ocorrem de maneira programada, mas que o vandalismo tem sido o grande vilão da Secretaria em muitas situações. O órgão informou ainda que a equipe de paisagismo esteve no local pouco tempo antes da apuração do Portal Correio. Apesar disso, o que a reportagem pôde conferir foi a vegetação alta no espaço.

Sobre a balaustrada

Em edição do dia 27 de setembro de 1998 do jornal A União, o jornalista Guilherme Cabral escreveu as seguintes palavras sobre o local: “Em estilo neoclássico, a balaustrada é fruto de melhoramentos que iniciaram as mudanças no aspecto colonial da cidade. Sendo composta por bancos bem trabalhados, distribuídos harmoniosamente, embelezando a ‘rotunda’ da Balaustrada das Trincheiras, apoiada firmemente sobre uma muralha de sustentação, em pedra calcárea, eliminando a idéias de abismo existente na área". De acordo com o Iphaep, a Rua das Trincheiras, eixo onde se localiza a Balaustrada, passou a ser muito valorizada a partir da última década do século XIX (19), em que foi instalado um sistema de bondes movidos à tração animal (burros) que percorriam diferentes pontos da cidade, atraindo grandes empresários e comerciantes devido às amplas áreas disponíveis para se construir mansões, porque havia preocupação com conforto e higiene, sendo essas edificações compostas por amplos jardins e espaçamento entre as fachadas. Nas décadas seguintes, com a expansão da cidade na direção leste, a Rua das Trincheiras iniciou um processo de desvalorização e os belos casarões residenciais passaram a ser abandonados, e com isso, a balaustrada também passou a ser menos frequentada. [gallery size="full" td_select_gallery_slide="slide" td_gallery_title_input="Balaustrada fica na Rua das Trincheiras, em João Pessoa (Foto: Vinícius Miron)" ids="131627"]

Ações do Iphaep

Em resposta à solicitação do Portal Correio, o Iphaep afirmou que trabalha com fiscalizações constantes, procedendo com trâmites administrativos e judiciais, quando cabível, cobrando dos responsáveis pelos bens protegidos a sua conservação. Ainda segundo o órgão, a Balaustrada, de propriedade e responsabilidade da Prefeitura Municipal de João Pessoa, passou por manutenção em 2016, compreendendo serviços de pintura e recuperação de bancos e meio fio. O órgão afirmou que, em parceria com a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), está elaborando um projeto para manutenção dos monumentos públicos de João Pessoa, em que agentes de limpeza passarão por uma capacitação para procederem limpeza de esculturas, bustos e monumentos em geral, localizados em praças e demais locais públicos, sob supervisão e fiscalização dos restauradores do Iphaep. O Iphaep adiantou que está preparando o inventário de bens móveis públicos de João Pessoa, em atendimento a uma demanda do Ministério Público (2ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente e Patrimônio Social de João Pessoa), o que garantirá uma atualização dos dados referentes a esses monumentos.
video

Vídeo mostra como será Parque Ecológico Sanhauá

Foi assinada na manhã desta quinta-feira (21) a ordem de serviço para início das obras do Parque Ecológico Sanhauá, que fica no bairro do Varadouro, área do Centro Histórico de João Pessoa. Veja o vídeo acima. A obra está estimada em R$ 11,6 milhões. A área total do Parque Ecológico do Sanhauá é de 193.354 m² e a área construída será de 25 mil metros quadrados, entre áreas urbanizadas e equipamentos. O novo espaço público da Capital contará com praça, mirante, elevador panorâmico, passarela elevada sobre o mangue, ciclovias, calçadas requalificadas e estacionamento com 80 vagas. Toda a região receberá iluminação em LED e respeitará as normas de acessibilidade. As edificações serão mínimas e não invasivas para garantir a regeneração ambiental da região. Os recursos são provenientes de uma parceria também com o Governo Federal.
Chuva

Chuva forte causa estragos em Pocinhos; 147 cidades estão sob alerta

A Prefeitura Municipal de Pocinhos, no Agreste da Paraíba, decretou estado de calamidade devido à forte chuva que atingiu o município durante essa quinta-feira (21). Conforme a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), choveu cerca de 70 milímetros (mm) na cidade.

Leia também:

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de chuvas para 147 cidades da Paraíba e prevê perigo potencial no Cariri e Seridó. Veja abaixo a lista de municípios. O prefeito de Pocinhos, Cláudio Chaves, determinou que a Secretária de Infraestrutura tome providências urgentes para limpeza dos locais atingidos, bem como avaliação e possíveis reparos de danos e estragos causados. Várias casas foram alagadas com as chuvas.

Vídeos gravados por moradores da região mostram os problemas:

[playlist type="video" ids="136400,136401,136402,136403"] "Através da Secretária de Assistência Social, a prefeitura está tomando todas as providências, no sentido de acolher as famílias que sofreram danos em decorrência das chuvas. Igrejas e outras organizações já demonstraram solidariedade e desejo de colaborar com os moradores", informou a gestão.

Chuvas em outras cidades

Outros municípios em que registraram chuvas na Paraíba durante essa quinta-feira (21) foram São Sebastião do Umbuzeiro (48,7 mm), Condado (23 mm), São João do Tigre (20 mm), Nova Floresta (9,2 mm), Cabaceiras (8,8 mm), Boa Vista (6,4 mm), Camalaú (3,6 mm), Cajazeirinhas (2,5 mm), Mamanguape (2,3 mm) e Santa Luzia (2,7 mm). Conforme a Defesa Civil, em Campina Grande, uma chuva com forte ventania no fim da tarde dessa quinta provocou a queda de quatro árvores na cidade, mas não houve vítimas em nenhuma das ocorrências.

Previsão de tempo

Conforme a Aesa, a previsão de tempo esperada para as regiões da Paraíba nesta sexta-feira (22) é de que as altas temperaturas e o alto teor de umidade presente no ar deverão contribuir para haja a formação de instabilidade em praticamente todo o estado, podendo haver chuvas acompanhadas por trovoadas e rajadas de vento. Confira a previsão mínima e máxima para cada região:
  • Litoral: Máxima de 32º e mínima de 24º
  • Brejo: Máxima de 29º e mínima de 21º
  • Sertão: Máxima de 35º e mínima de 23º
  • Agreste: Máxima de 32º e mínima de 22º
  • Cariri/Curimataú: Máxima de 35º e mínima de 23º
  • Alto Sertão: Máxima de 35º e mínima de 22º

Alerta de chuvas

Segundo aviso do Inmet, o risco potencial das chuvas tem início nesta sexta-feira (22) e segue até o fim deste sábado (23) com previsão de chuvas entre 20mm a 30 mm por hora ou até 50 mm no dia. Conforme o instituto, há baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos. As Instruções do Inmet é de os moradores dessas regiões evitem enfrentar o mau tempo, observem alteração nas encostas, evitem usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada e obtenha mais informações junto à Defesa Civil, através do 199, e ao Corpo de Bombeiros (193).

Veja abaixo a lista de cidades que estão sob aviso:

  1. Água Branca
  2. Aguiar
  3. Algodão De Jandaíra
  4. Amparo
  5. Aparecida
  6. Araruna
  7. Areia De Baraúnas
  8. Areial
  9. Assunção
  10. Baraúna
  11. Barra De Santa Rosa
  12. Barra De São Miguel
  13. Belém Do Brejo Do Cruz
  14. Bernardino Batista
  15. Boa Ventura
  16. Boa Vista
  17. Bom Jesus
  18. Bom Sucesso
  19. Bonito De Santa Fé
  20. Boqueirão
  21. Brejo Do Cruz
  22. Brejo Dos Santos
  23. Cabaceiras
  24. Cachoeira Dos Índios
  25. Cacimba De Areia
  26. Cacimba De Dentro
  27. Cacimbas
  28. Cajazeiras
  29. Cajazeirinhas
  30. Camalaú
  31. Campina Grande
  32. Caraúbas
  33. Carrapateira
  34. Casserengue
  35. Catingueira
  36. Catolé Do Rocha
  37. Caturité
  38. Conceição
  39. Condado
  40. Congo
  41. Coremas
  42. Coxixola
  43. Cubati
  44. Cuité
  45. Curral Velho
  46. Damião
  47. Desterro
  48. Diamante
  49. Dona Inês
  50. Emas
  51. Esperança
  52. Frei Martinho
  53. Gurjão
  54. Ibiara
  55. Igaracy
  56. Imaculada
  57. Itaporanga
  58. Jericó
  59. Joca Claudino
  60. Juazeirinho
  61. Junco Do Seridó
  62. Juru
  63. Lagoa
  64. Lastro
  65. Livramento
  66. Malta
  67. Manaíra
  68. Marizópolis
  69. Mato Grosso
  70. Maturéia
  71. Montadas
  72. Monte Horebe
  73. Monteiro
  74. Mãe D'Água
  75. Nazarezinho
  76. Nova Floresta
  77. Nova Olinda
  78. Nova Palmeira
  79. Olho D'Água
  80. Olivedos
  81. Ouro Velho
  82. Parari
  83. Passagem
  84. Patos
  85. Paulista
  86. Pedra Branca
  87. Pedra Lavrada
  88. Piancó
  89. Picuí
  90. Pocinhos
  91. Pombal
  92. Poço Dantas
  93. Poço De José De Moura
  94. Prata
  95. Princesa Isabel
  96. Puxinanã
  97. Quixabá
  98. Remígio
  99. Riacho Dos Cavalos
  100. Riachão
  101. Salgadinho
  102. Santa Cruz
  103. Santa Helena
  104. Santa Inês
  105. Santa Luzia
  106. anta Teresinha
  107. Santana De Mangueira
  108. Santana Dos Garrotes
  109. Santo André
  110. Serra Branca
  111. Serra Grande
  112. Soledade
  113. Solânea
  114. Sossêgo
  115. Sousa
  116. Sumé
  117. São Bentinho
  118. São Bento
  119. São Domingos
  120. São Domingos Do Cariri
  121. São Francisco
  122. São José Da Lagoa Tapada
  123. São José De Caiana
  124. São José De Espinharas
  125. São José De Piranhas
  126. São José De Princesa
  127. São José Do Bonfim
  128. São José Do Brejo Do Cruz
  129. São José Do Sabugi
  130. São José Dos Cordeiros
  131. São João Do Cariri
  132. São João Do Rio Do Peixe
  133. São João Do Tigre
  134. São Mamede
  135. São Sebastião Do Umbuzeiro
  136. São Vicente Do Seridó
  137. Tacima
  138. Taperoá
  139. Tavares
  140. Teixeira
  141. Tenório
  142. Triunfo
  143. Uiraúna
  144. Vieirópolis
  145. Vista Serrana
  146. Várzea
  147. Zabelê
Engasgovideo

Morte por engasgo na PB alerta para primeiros socorros; vídeo

A morte de uma criança de seis anos ao se engasgar com o próprio vômito na madrugada do último dia 8 de março, na cidade de Monteiro, no Cariri paraibano, trouxe à tona, novamente, orientações sobre como aplicar os primeiros socorros em casos de engasgo. À TV Correio, o tenente Diego Graci, do Corpo de Bombeiros, orientou acerca do tema. Assista acima.
- Advertisement -