|
sábado, 16 fevereiro 2019
- Advertisement -
- Advertisement -
Início Tags Berg Lima

STJ determina retorno imediato de Berg à prefeitura de Bayeux

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta quinta-feira (13), que Berg Lima deve voltar imediatamente à prefeitura do município de Bayeux, na Grande João Pessoa. De...

Câmara Municipal não vai dar posse a Berg Lima

A determinação do Superior Tribunal de Justiça (STF) em colocar Berg Lima no comando da prefeitura de Bayeux não agradou a Câmara Municipal de Vereadores da cidade....

Bayeux pode ter o quarto prefeito em dois anos; entenda

A cidade de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, pode ter o quarto prefeito no período de dois anos. Isso se até o dia 31 de...

Justiça condena Berg Lima à perda do cargo de prefeito

Depois de um ano e dois meses afastado da Prefeitura de Bayeux, Gutemberg de Lima Davi, mais conhecido como Berg Lima, teve a perda do mandato decretada...

Testemunha falta e julgamento de Berg Lima é adiado

A ausência justificada do ex-secretário de Administração do município de Bayeux, Caio Cabral Araújo, adiou a conclusão da audiência de instrução e julgamento iniciada nesta segunda-feira (06),...

Vice orientou empresário a denunciar Berg, diz testemunha

O prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, e mais 11 testemunhas estão sendo ouvidos   nesta segunda-feira (6) durante audiência de instrução e julgamento no Tribunal de Justiça...

Berg Lima será interrogado em audiência na próxima segunda

O Tribunal de Justiça da Paraíba marcou para a próxima segunda-feira (6), às 9h, a audiência de instrução e julgamento do prefeito afastado do Município de Bayeux,...

MP ajuíza ação de improbidade contra Berg Lima e Luiz Antônio

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) ajuizou ação de improbidade administrativa contra o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, e o ex-prefeito Luiz Antônio, cassado pela Câmara...

Prefeituras não devem pagar salários a prefeitos afastados

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) comunicou todas as Prefeituras, Câmaras de Vereadores e o Estado da Paraíba sobre a irregularidade de pagamento de...
Mais artigos sobre

Berg Lima

- Advertisement -

Notícias mais lidas

Chuvas

Chuvas alagam vias, pioram trânsito e Inmet prorroga alerta

João Pessoa amanheceu sob chuva e muitos trovões nesta quarta-feira (13), como já era previsto pelos meteorologistas não só para a Capital, mas para quase todo o estado. A expectativa é de que siga dessa forma pelas próximas horas desta quarta-feira (13). O alerta para riscos, como deslizamentos foi prorrogado, conforme mostra atualização feita nesta manhã pelo Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS), que é vinculado ao Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O novo aviso para acumulado de chuva vale para toda a Paraíba, até a 0h59 desta quinta-feira (14). De acordo com os estudos, as chuvas podem atingir até 50 milímetros por dia. Por conta desse volume, existe risco de alagamentos e deslizamentos.

Orientações

Especialistas orientam que a população evite enfrentar o mau tempo e observe possíveis alterações em encostas. Também é recomendado evitar o uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada. Em caso de emergências, devem ser acionadas a Defesa Civil (telefone 199 para todo o estado) ou o Corpo de Bombeiros (193). Em João Pessoa, a Defesa Civil municipal atende 24 horas no telefone 0800 285 9020.

Trânsito

Houve pontos de alagamento e trânsito lento em algumas localidades de João Pessoa. Imagens divulgadas em grupos no WhatsApp mostram parte dos transtornos causados em áreas próximas à Avenida Epitácio Pessoa. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que suspendeu a circulação dos trens por causa de alagamento nas linhas. Não há previsão para retorno das atividades. [gallery td_select_gallery_slide="slide" size="full" td_gallery_title_input="Chuvas causam transtornos em João Pessoa" ids="132898,132899,132903,132904"] [playlist type="video" tracklist="false" images="false" ids="132905"] "Devido às fortes chuvas na Região Metropolitana João Pessoa, alguns semáforos da Capital se encontram apagados ou intermitentes. Estamos com as equipes de manutenção semafórica reforçadas, atuando em três pontos da cidade simultaneamente", disse a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP). Ainda conforme a Semob, foi identificado que na região do Bairro dos Estados a tensão da rede elétrica está oscilando em 150 volts, o que impede o funcionamento dos semáforos na região. Na região do Centro e do Bessa temos equipes trabalhando para identificar o problema ocorrido e tomar as devidas providencias. Segundo a Semob-JP, os semáforos da Av. Pres. Epitácio Pessoa x Av. Maranhão e Av. Expedicionários x Av. Julia Freire são equipados com aparelhos que evitam problemas dessa natureza. "A variação inadequada na tensão elétrica durante forte chuva na última semana, no entanto, danificou estes equipamentos, que atualmente estão em manutenção", informou a Superintendência.

Semáforos, às 15h55 em João Pessoa

Centro: - Cardoso Vieira x Gama e Melo; Bessa: - Argemiro de Figueiredo x Ivanice Martins – Equipe no local - Ivanice Martins x Fernando Luiz

Caiaque é usado para se deslocar em ruas de JP

O trânsito está caótico em João Pessoa desde as primeiras horas desta quarta-feira (13), devido às fortes chuvas que atingem o estado. Em vários pontos, são registrados alagamentos e problemas em semáforos. No bairro da Torre, Zona Norte da cidade, moradores usaram um caiaque para se locomover. Veja vídeos: [playlist type="video" ids="132922,132920,132921,132905"]

Pontos de alagamentos às 11h45 em João Pessoa:

- Pedro II x Coremas: Normalizado - Rui Barbosa x Carneiro da Cunha: Normalizado - Principal dos Bancários (Equilíbrio do Ser): Normalizado - Atacadão (Geisel): Normalizado - Central de Polícia (Geisel): Normalizado - Epitácio Pessoa (Lourdinas): Normalizado - Francisco Londres (Terminal Rodoviário): Normalizado - Júlia Freire x Epitácio Pessoa: Normalizado - Avenida Sanhauá - Rio Grande do Sul: Normalizado - Camilo de Holanda x Princesa Isabel: Normalizado - Epitácio Pessoa x Tito Silva: Normalizado - Rui Barbosa x Caetano Filgueiras: Normalizado - Feliciano Dourado, Torre: Normalizado A previsão é de que mais chuvas sejam registradas até a 0h59 desta quinta-feira (14). Por conta desse volume, existe risco de alagamentos e deslizamentos de encostas. A Coordenação da Defesa Civil em João Pessoa disse que somente nas últimas 12 horas choveu 97 milímetros, quase todo o previsto para o mês inteiro.
Chuva

Vídeos e fotos resumem o dia de problemas com chuvas em JP

Alagamento em diversas ruas e avenidas, semáforos desligados, cratera engolindo carro, atraso na circulação de linhas de ônibus e paralisação da circulação de trens. Esse é o balanço da chuva que foi registrada entre a noite dessa terça-feira (12) e esta quarta-feira (13) em João Pessoa. Conforme balanços do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), até a tarde desta quarta foram contabilizados cerca de 100 milímetros (mm) de chuva na Capital, o equivalente a toda a chuva esperada para o mês de fevereiro. Leia também: Bombeiros resgatam famílias após casas serem inundadas As ocorrências relacionadas à chuva começaram logo cedo, com ruas e avenidas praticamente intransitáveis e agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) organizando o tráfego. https://www.youtube.com/watch?v=JE0OeNTGZp0 Porém, mesmo em locais onde a circulação de carros não estava com grande fluxo, houve problemas. Em um cruzamento da Rua Antônio Rabelo Júnior com a Avenida Epitácio Pessoa, o acúmulo de água quase cobriu diversos carros. https://www.youtube.com/watch?v=JzU0pR0MwRk Já na Avenida Rio grande do Sul, no Bairro dos Estados, uma cratera se abriu e engoliu um veículo. Não houve feridos, mas parte da avenida ficará bloqueada até segunda-feira (18) para trabalho da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa). https://www.youtube.com/watch?v=YfhvhGKn5iY https://www.youtube.com/watch?v=oihqRG0FrOc No bairro da Torre, dois homens usaram um caiaque para se locomover em uma rua que estava completamente alagada. [video width="640" height="352" mp4="https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2019/02/WhatsApp-Video-2019-02-13-at-12.03.42.mp4"][/video] Além dos problemas de tráfego em diversos locais, a circulação de ônibus e trens urbanos também foi afetada parcialmente e prejudicou a população da Grande João Pessoa.

Famílias resgatadas

No Planalto da Boa Esperança, no Valentina Figueiredo, na Zona Sul de João Pessoa, os bombeiros resgataram três pessoas que estavam ilhadas, além de um animal. Eles eram moradores de duas residências do local, que foram inundadas pelo volume das precipitações. Todos estavam bem e foram orientados a irem para casa de parentes e as residências foram trancadas. Em outro ponto, na Rua Cordeiro Senior, no Varadouro, também na Capital, houve alagamentos e as águas entraram em residências, sendo solicitado o apoio do Corpo de Bombeiros para retirar alguns moradores. As equipes orientaram diversos moradores a sair do local, por causa do risco de desabamentos. No bairro do Miramar, na Rua Doutor Henrique Paiva, houve alagamentos e alguns veículos chegaram a ser carregados pelas chuvas, mas os motoristas conseguiram sair em tempo. Os bombeiros foram até o local, mas não foi necessário fazer nenhum atendimento.

Árvores

Uma árvore caiu sobre uma residência no Alto da Boa Vista, em Bayeux, na região metropolitana, atingido a cozinha da casa, mas não houve vítimas. Os bombeiros realizaram a poda no local. O serviço de poda também foi feito em árvores que ameaçavam cair no Roger, no bairro de Mangabeira e no Jardim Veneza – esta última ao lado de uma Unidade de Saúde da Família.  Já na avenida Valdemar Galdino Nazeazeno, no Geisel,  a guarnição fez o corte e a retirada de uma árvore que que caiu e obstruiu  a via. Todo o efetivo do Batalhão de Busca e Salvamento da capital, especializado nesse tipo de serviço, está de sobreaviso por 24 horas para atender as ocorrências relacionadas às chuvas.

Emergências

Em caso de emergências com as chuvas, como alagamentos e deslizamentos, os telefones que podem ser acionados 24 horas são: Defesa Civil estadual (199), Defesa Civil de João Pessoa (0800 285 9020) e Corpo de Bombeiros (193).

Defesa Civil de JP relata ‘normalidade’

Enquanto os Bombeiros registraram problemas e famílias em situação de risco, a Defesa Civil de João Pessoa informou ao longo do dia que não houve ocorrências graves com famílias na Capital. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Noé Estrela, até o início desta tarde, não foi registrada nenhuma ocorrência pela Coordenadoria Municipal da Defesa Civil e, desde as 14h, todos os pontos de alagamento já estavam voltando à normalidade. “Redobramos a atenção nesta quarta-feira em virtude das chuvas que tiveram volume superior ao que havíamos sido alertados pelos órgãos de monitoramento da meteorologia e conseguimos dar respostas em tempo hábil para toda a população”, disse o corrdenador da Defesa Civil de João Pessoa, Noé Estrela.

Chuva em outros locais

Além da Capital, a Aesa informou que outros 42 municípios paraibanos também registraram chuva: Jacaraú (46,4 mm), São Sebastião de Lagoa de Roça (46,1mm), Baía da Traição (42,2 mm) e Mataraca (34,6 mm). O ranking das cidades com maiores índices pluviométricos durante o mês de fevereiro tem Nova Floresta (351,1 mm) na liderança, seguida por Lagoa (291,7 mm), Rio tinto (243,5 mm), Monte Horebe (235,2 mm) e Poço de José de Moura (232,6 mm). Já em Campina Grande também houve registro de chuva, mas de maneira mais maneira moderada. Foram 24,6 milímetros durante a manhã desta quarta (13), conforme dados da Aesa. https://www.youtube.com/watch?v=5wBZ8UUaeHQ

Previsão

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) alertou para fortes chuvas nas próximas 72h. De acordo com o órgão, ocorrerão pancadas de chuva que, localmente, poderão ser intensas e acompanhadas de rajadas de vento, ainda nesta quarta-feira (13). De acordo com o meteorologista Danilo Cabral, da Aesa, nesta quinta-feira (14), as chuvas de intensidade moderada a forte poderão se estender, de forma mais localizada, nas regiões do Agreste, Brejo e Litoral da Paraíba.   [gallery size="full" td_select_gallery_slide="slide" ids="132988,132989,132990,133000,133001,133002,132991,132992,132994,132995,132996,132997,132998,132993,133004,133007,133003,132999"]
Ludgério

Ludgério explica por que se recusa a assinar CPI da Cruz Vermelha

O deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) explicou, nesta terça-feira (12), porque se está se recusando a assinar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias contra a Cruz Vermelha na Paraíba. O parlamentar garante que não é necessária essa apuração por parte da Assembleia Legislativa da Paraíba, já que outros órgãos competentes para isso estão conduzindo as investigações, a exemplo do Ministério Público e da Polícia Federal, além do Tribunal de Justiça que deve julgar o caso. Leia também: Oposição vai se reunir para definir rumos da CPI da Cruz Vermelha "Já tivemos isso na Assembleia. Não aderi a João Azevêdo, apenas não vou assinar (a CPI) porque esse processo já está em curso. No Ministério Público do Rio de Janeiro esse processo já esta adiantado, no da Ministério Público da Paraíba também já está em estágio avançado, o Tribunal de Justiça já está também, Ministério Público Federal e Polícia Federal, então se nenhum órgão desse tivesse tomado a inciativa de investigar aí sim caberia a Assembleia fazer a apuração, uma apuração paralela não sei em quê vai resultar", disse.

Participação na investigação

A sugestão de Manoel Ludgério é que o Ministério Público abra espaço para a presença de um parlamentar participar das investigações. "Eu proponho que o presidente Adriano Galdino peça à coordenação dessa investigação, ao Gaeco, que permita a participação de alguns parlamentares, de forma suprapartidária, que possam acompanhar as investigações.

Deputado nega ingresso na bancada de situação

https://www.youtube.com/watch?v=4-q6RZg0xd4
- Advertisement -