|
Quarta-feira, 16 janeiro 2019
- Advertisement -
- Advertisement -
Início Tags Diário Oficial

João nomeia 2º mais votado para defensor público-geral da PB

O governador João Azevêdo (PSB) nomeou o defensor público Ricardo José Costa Souza Barros para o cargo de defensor público-geral (DPG) da Paraíba no biênio 2019/2020. O...

DOE traz 1ª lista de exonerações e nomeações da gestão de João

A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (3), a primeira do governo João Azevêdo (PSB), trouxe uma série de nomeações e exonerações de servidores...

UFPB cancela contrato com banca que organizaria concurso

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) cancelou um extrato de dispensa de licitação com o Instituto AOCP, que seria a banca responsável pela organização de um concurso...

Policial assassinado dentro de delegacia é promovido pelo Estado

O policial Klaus Cruz de Lima, assassinado em janeiro de 2017 dentro da Delegacia de Patos, no Sertão paraibano, foi promovido da 2ª para a 1ª classe...

Vereadores de Pombal aumentam salários em 10%

Em meio a uma realidade onde as prefeituras estão demitindo funcionários sob o argumento de estarem em enfrentando crise financeira, os vereadores do município de Pombal, no...

Estado exige ‘prova de vida’ para beneficiários da PBPrev

Aposentados e pensionistas que são geridos pela Paraíba Previdência (PBPrev) terão que comprovar que estão vivos, a partir de janeiro de 2019. A medida tem como objetivo...

Publicada exoneração de Sergio Moro no Diário Oficial da União

A exoneração do juiz federal Sergio Moro foi publicada nesta segunda-feira (19), no Diário Oficial da União, seção 2, página 47. Ele assumirá o super Ministério da Justiça,...

Decreto cria comissão de transição na PB; veja nomes

A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (14) publicou decreto do governador Ricardo Coutinho (PSB) instituindo a comissão de transição no governo do Estado....

Publicada a nomeação de Onyx Lorenzoni como ministro extraordinário

O decreto com a nomeação do deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) como ministro extraordinário está publicado nesta segunda-feira (5) no Diário Oficial da União, seção 2, página 1. Ele exercerá...
Mais artigos sobre

Diário Oficial

- Advertisement -

Notícias mais lidas

Suspeitovideo

Ator teria sido morto por causa de celular; polícia divulga vídeo

Um homem de 29 anos foi preso no fim da tarde desta quarta-feira (9) suspeito de matar o ator e professor de teatro Simão Almeida da Cunha, de 28 anos, na madrugada de domingo (6), no Centro de João Pessoa. As informações são da Polícia Militar à TV Correio. Imagens do crime foram divulgadas no início da noite. Confira no vídeo abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=QgV_g6a8gkw Conforme a PM, o suspeito foi identificado por meio de imagens de câmeras de segurança instaladas na região do crime e teria dito em depoimento que matou o ator porque ele se negou a dar o celular em um assalto. Ele já havia sido preso nessa semana por causa desse assassinato, mas foi liberado porque a Polícia Civil não tinha provas suficientes. O suspeito foi levado para a Central de Polícia no Geisel, na Zona Sul de João Pessoa. Segundo a PM, ele seria usuário de drogas e já teria sido preso por outros crimes. [caption id="attachment_129250" align="alignnone" width="720"] Suspeito do crime foi detido (Foto: Divulgação/PM)[/caption]

O caso

O ator e professor de teatro Simão Almeida Cunha foi assassinado a facadas na madrugada de domingo (6), ao sair de um bar no Centro Histórico de João Pessoa. Natural de Campina Grande, ele estava de férias na Capital. A polícia deu início às investigações e trabalhava com a hipótese de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. *Matéria atualizada às 21h15 para inclusão de vídeo e foto.
Gasolinavideo

Preço da gasolina pode ser achado abaixo dos R$ 4 na PB

O preço da gasolina já pode ser encontrado abaixo dos R$ 4 na cidade de Patos, no Sertão do Estado. A informação é da TV Correio. De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindpetro), Omar Hadad, a justificativa é devido ao mercado. https://www.youtube.com/watch?v=WfK3VyrG0NI Ele explicou que não tem como prever se o valor irá continuar em queda ou se irá ser praticado em outras localidades. Segundo Omar, o mercado é quem dita o preço do combustível e que pode ser alterado a qualquer momento. Internautas afirmaram também que em outros municípios, como Campina Grande, o valor também está abaixo da casa dos R$ 4, mas Omar não confirmou.

Petrobras reduz preço nas refinarias

A Petrobras anunciou, nessa terça-feira (8), uma redução de 1,38% no preço da gasolina vendida em suas refinarias. O litro do combustível passará a ser comercializado a R$ 1,4337 a partir desta quarta-feira (9), dois centavos a menos do que o preço praticado atualmente (R$ 1,4537).
Aposentadoriavideo

Entenda como funciona o novo cálculo da aposentadoria

O cálculo da aposentadoria por tempo de contribuição mudou, quando a regra implementada por lei em 2015 foi sancionada no último dia de 2018. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96. Entenda como vai funcionar no vídeo acima.
Catolé do Rocha, IFPB, Suspeitovideo

Suspeito de matar cadela a facadas se apresenta e alega esquizofrenia

Se apresentou à Polícia Civil o homem suspeito de assassinar uma cadela de estimação a facadas, em crime que aconteceu no domingo (6), no município de Catolé do Rocha, Sertão paraibano, a 414 quilômetros de João Pessoa. O homem alegou sofrer de esquizofrenia. Leia também: Motociclista morre após acidente em trecho da BR-230 O suspeito, que alegou sofrer de esquizofrenia, justificou o ataque ao animal porque a cadela o teria mordido no rosto. “O advogado alegou que o suspeito sofre de esquizofrenia e que esfaqueou a cadela após ter sido mordido no rosto. Mesmo ele alegando a esquizofrenia, esperamos terminar o procedimento policial e vamos encaminhá-lo até o fórum, onde o magistrado ou magistrada a vai resolver a questão da punição”, disse o delegado Sylvio Rabello.
- Advertisement -