|
Segunda-feira, 12 novembro 2018
- Advertisement -
- Advertisement -
Início Tags Latino-americano

Mais artigos sobre

Latino-americano

- Advertisement -

Notícias mais lidas

video

Vídeo mostra resgate às vítimas de acidente grave

Um vídeo mostra o exato momento em que equipes do Samu e Corpo de Bombeiros fazem o resgate às vítimas de um acidente grave ocorrido na BR-230, na região de Pombal, Sertão paraibano. Nas imagens podem ser vista ao menos três viaturas dos Bombeiros e duas do Samu. Uma pessoa morreu, outras oito ficaram feridas. As imagens feitas pelo Blog do Naldo Silva também revelam a gravidade do acidente onde dois carros colidiram de frente. O vídeo mostra também que populares estavam no local tentando ajudar. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a tragédia teria ocorrido por conta de uma ultrapassagem indevida.

Sobreviventes

As vítimas sobreviventes foram levadas para o Hospital Regional de Pombal. A reportagem do Portal Correio tentou saber o estado de saúde delas, mas foi informada que os funcionários não estão autorizados a repassar os dados.
Arte

‘Castelo medieval’ abriga arte criada com material reciclado

A casa de Humberto Heleno lembra muito um castelo. No portão, um soldado em tamanho real, no estilo medieval, parece fazer a segurança. No térreo, toda a ideia ganha forma. É onde fica a oficina em que Humberto Heleno cria arte com dedicação e tira o sustento da família. “Eu comecei a trabalhar com escultura. Foi onde eu comecei a perceber que eu tinha talento para a arte”, explica. Confira abaixo a entrevista com o artista. [audio mp3="https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2018/10/01-galeria.mp3"][/audio] Um elevador bem grosseiro, feito por ele mesmo, nos leva ao primeiro andar da casa que fica na Avenida Tancredo Neves, no bairro Padre Zé, na Zona Norte de João Pessoa. Este espaço é cuidadosamente preparado para receber as 40 peças que já estão selecionadas e todas as outras que ainda serão criadas por ele. Humberto explica que não há um tempo determinado para se dedicar à criação de uma peça. “Eu vou deixando a imaginação fluir e a peça vai saindo, pois depende da minha inspiração como está”. [caption id="attachment_119899" align="aligncenter" width="696"] Humberto Heleno (Foto: Lorena Alencar/Portal Correio)[/caption] Em cada canto da casa, em cada detalhe, pode-se encontrar a dedicação de quem é apaixonado pelo o que faz. A profissão e a vida de Humberto não são coisas distintas, elas não se divergem. Ele respira arte, toda a casa expressa a sua personalidade e se transforma em uma galeria original. “Quando eu fui construir, fui construindo eu e minha esposa, botando os detalhes aqui. Arrumando como se arruma uma mulher, botando os detalhezinhos”, conta Humberto, cheio de orgulho do que construiu com esforço. Humberto é um dos 6 mil artesãos cadastrados Programa de Artesanato da Paraíba. Para a gestora do programa, Lu Maia, cada vez mais estão surgindo pessoas que unem a criatividade com a necessidade de um emprego. “É importante a questão do empreendedorismo, também a questão cultural, a raiz da cultura. A gente tem que preservar para que não se perca. É questão de empoderamento cultural”, explica a gestora. https://youtu.be/DdBXE_BFWkc

Maria das Rosas

Falando em detalhes e inspirações, no topo do ‘castelo’ vive uma princesa de vestido rosa, em meio a um jardim cheio de flores e artesanato. Ela se chama Maria Miguel, nasceu em Pernambuco, mas hoje vive com Humberto. “Teve um tempo em que eu passei tendo inspiração fazendo ela, a própria Maria. Fazendo café, com menino no braço, bem nordestina”, relembra Humberto. “Somos felizes, graças a Deus. Eu acredito que não precisa de muito pra ser feliz”, garante. [gallery size="medium" td_select_gallery_slide="slide" ids="119993,119994"] Ao ser questionada sobre o segredo deste relacionamento, Maria garante que o diálogo é a chave para tudo. “Além de ser esposo, tem que ser amigo, né? Tem que estar do lado para o que precisar”, desabafa. Além de inspiração, Maria também é artista e ajuda Humberto na produção. “A gente gosta de viajar para garimpar material, carro de boi, essas casas de farinha antiga que não funcionam mais. A gente compra madeira, compra o material todinho e traz.” https://youtu.be/oJ5wALRyDJ4

Projeto social

Além da galeria para expor as peças, Humberto sonha em aumentar o curso de artesanato dele. No terreno em frente à casa, ele reúne jovens em situação de vulnerabilidade e se compromete em passar o ofício. O objetivo é tirar os jovens e crianças das ruas e dar uma oportunidade de aprender, incentivando assim a criatividade e empreendedorismo desde cedo. “Eu quero transmitir o que eu sei para as pessoas, para que a arte não venha a se apagar”, conta. https://youtu.be/u-ETM7KzD3E Nas mãos de Humberto e Maria tudo é transformado em arte. A roda do carro de boi pode virar uma janela. Madeiras de demolição podem ser transformadas em um armário para a cozinha. Dessa forma, transformando lixo em arte, e a arte em oportunidade, Humberto e Maria vivem no ‘castelo’ onde só reina o amor e o serviço à comunidade.

Confira mais fotos: 

  [gallery td_select_gallery_slide="slide" size="medium" ids="119995,119996,119997,119998,119999,120000,120009,120001,120002,120003,120004,120005,120006,119895,119898,119897,119896,119894"]
video

‘Estou como soldado’, diz paraibano sobre estar na equipe de Bolsonaro

O procurador da Fazenda Nacional, o paraibano Sérgio Queiroz, em entrevista à Rádio 98 FM/Correio Sat, nesta segunda-feira (5), disse que está "como um soldado, sem uma missão específica" na equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Sérgio Queiroz foi convidado para compor a equipe junto aos outros 22 nomes indicados na ultima quarta-feira (31). Veja o vídeo acima. O procurador se mostra bastante animado com a nova missão e acredita que pode colaborar muito com o novo governo. "É uma missão genérica de tentar entender e ajudar o Governo a entender algumas questões relacionadas ao serviço público, de dar alguma contribuição, talvez, para compreensão das estatais brasileiras, das lucratividades, das que não são lucrativas e possivelmente contribuir para a reconfiguração do sistema tributário nacional, que essa é a minha maior especialidade", explica. Sérgio Queiroz nasceu em João Pessoa e diz que a relação com o presidente eleito Jair Bolsonaro começou de forma casual há dois anos, em Campina Grande, por meio do deputado federal eleito, Julian Lemos (PSL). Apesar de aceitar o convite para compor a equipe, Queiroz diz que atualmente não tem pretensão de caminhar na política. "Eu não tenho e nunca tive filiação partidária", diz Queiroz, apesar de trazer a política na história e no sangue. "Fui líder estudantil na época da abertura, no movimento das diretas, fui presidente do grêmio, mas isso ficou adormecido por muito tempo. Minha família pessoalmente no Ceará é uma família que tem 150 anos de tradição política", conta.

Transição

Durante esse tempo de transição de Governo, Queiroz diz que irá contribuir apenas como técnico e deixa claro que, até o momento, se comprometeu apenas com 60 dias de transição. "Eu não tenho nenhum comprometimento pós transição. Inclusive estava agora no meu gabinete, na procuradoria, e disse 'deixe a minha sala aqui', eu só vou saber o  que vai acontecer depois disso lá em janeiro, se eu volto, se eu não volto, se eu fico, se eu não fico. No momento a minha função é estritamente técnica", esclarece.
video

Dicas de segurança em ônibus podem até salvar vidas; vídeo

Quem precisa encarar transporte coletivo todos os dias até o trabalho sabe o quanto é perigoso muitas vezes fazer esse percurso, não só por causa dos perigos das ruas, mas também pelo risco de acidentes dentro dos ônibus. Leia também: Todos os assentos dos ônibus de JP passam a ser preferenciais Alguns cuidados precisam ser tomados para evitar ocorrências. No mês de setembro, em Campina Grande, um homem de 43 anos morreu após colocar a cabeça para fora da janela em um ônibus e bater em um poste. Confira o vídeo acima com dicas de segurança dentro do ônibus.
- Advertisement -