Início Geral

Telefone ‘197’ pode ser usado para denúncias de crimes envolvendo trânsito

Denúncias encaminhadas pela população à Polícia Civil também podem ajudar a esclarecer crimes de trânsito. É o que garante o delegado Alberto Jorge, da delegacia especializada nesse tipo de investigação em João Pessoa. Segundo ele, geralmente, casos de lesão corporal decorrentes de atropelamentos e colisão envolvendo carros, caminhões e principalmente motocicletas são puníveis penalmente quando há representação, mas muitas vezes não há registros sobre os veículos envolvidos.

Leia mais Notícias no Portal Correio

“O que acontece é que a vítima, muitas vezes debilitada, não consegue anotar a placa, razão pela qual o 197 se torna um canal importante para que essas informações cheguem à Polícia Civil, para que haja a responsabilização devida. É preciso que fique claro que ocorrências de trânsito não são apenas aquelas que dizem respeito a seguro de danos pessoais: DPVAT”, explicou o delegado da especializada em Acidentes de Veículos (DEAV) da Capital.

De acordo com levantamento realizado pelo cartório da delegacia, as principais ocorrências envolvendo veículos são homicídios, lesões corporais, omissão de socorro, condução de veículo sem habilitação, entrega de direção de veículo automotor a pessoa não habilitada e participação, na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística não autorizada por autoridade competente.

Os dados sobre veículos envolvidos em qualquer desses crimes podem ser encaminhados ao Disque Denúncia por meio do 197, serviço gratuito da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds), que garante o sigilo da identidade do denunciante, que ainda recebe um número de protocolo para acompanhar o andamento das investigações.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

  • luiz disse:

    o deic pode ajudar na sonegação de nota fiscal , e preçss abusivos, de um serviço prestado que não ficou realizado .

  • Maya disse:

    VIRGILIO libardi neto morreu em 14 de junho em penedo em Maceió a tiros em cima da moto devia 400 mil para sua irmã janaina libardi que mora em São Paulo osasco em aprtm da construtora tenda, sua mãe maria socorro e uma namorada estava em casa com ele em penedo onde alugou para morar , virgilio sai de casa de moto e ao voltar é pego com varios tiros na cabeça a ultima pessoas que falou com ele no ceular foi sua irmã Janaína que sabendo de sua morte foi para penedo mais antes pediu para sua mãe pegar o celular do virgilio enquanto estava tirado no chão para que a policia não tivesse acesso ao seu celular sendo que a ultima ligação que virgilio recebeu foi da sua irmã janaina a mesma que mandou sua mãe ocultar o celular a provA do crime e mais tarde ou seja tempos depois deu o celular para seu filho qeba época era de menor o Lucas Libardi, após enterrar o virgilio libardi janaina permaneceu lá na casa do virgilio libardi neto o falecido e disse que achou um papel que constava que ele era ageota que por isso morreu mais janaina e sua mãe maria socorro não entregaram essa lista de nome de devedores que o virgilio tinha e ainda cometeram o crime de ageotagem foram para rua tentar pegar o dinheiro das pessoas que devia o Virgílio o ageota além disso Janaína deu um geito de mandar a moto do Virgílio a mesma que ele morreu para são paulo muito estranho nhe parecia que queria evitar pistas do crime que leva até ela . Ela saiu de São paulo para enterrar o irmão desesperara por dinheiro porque seu irmão devia 400 mil e eles não se falavam foram voltar se falar a pouco tempo de aua morte sua mãe maria socorro mãe de Virgílio libardi neto ela emprestava dinheiro pra ele e ele morreu devendo uma contia pequena pra ela e ela exigia esssa contia junto com a janaina para a Regina que é ex companheira do virgilio eles tiveram 3 filhos ela a regina dizia que não tinha dinheiro e que nao estava mais com Virgílio tanto que o virgilio estava namorando porém janaina disse que tinha um papel que comprava que virgilio devia 400 mil a ela e que mesmo depois de morto ele teria que pagar ela e ela teria direito a todos os bens do Virgílio porém esse papel não foi levado a delegacia foi uma chantagem família envolvida com coisa errada aí de tanto infernizar a regina ligando ameaçando dizendo que ia jogar esse papel na delegacia e se quer mostrava o papel muito estranho janaina levou a moto do seu irmão sem a conscientização dos filhos do falecido virgiilio libardi neto que por dirieto são os herdeiros de seu pai falecido que não era casado com sua mãe no papel e nem estavam mais juntos devido esse rolou todo pra mim a janaina é mandante do crime de seu irmão e também ja sabia da ageotagem só comentou porque seu ex marido estava com ela la em maceio quando achou o papel e alem disso janaina junto com sua mãe foram na rua cobrae as pessoas que deviam o virgilio ageota elas cometeram o crime de ageotagem estavam com medo da Regina pegar todo o dinheiro na rua fora isso janaina libardi tem um crime em aberto em Portugal outro pais como contrabandista e o pai dela morreu fazendo coisa errada oque se sabe é que a família libardi era criminosa basta os policiais pesquisar a fundo sobre isso

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.