Início Geral

Temer sob fogo

Para Gilmar Mendes (STF), o episódio foi “magnificado”. O senador Aécio Neves reforçou ao declarar que “nem de longe” atinge Michel Temer. Contudo, a denúncia do ex-ministro Marcelo Calero (Cultura), de que foi pressionado para liberar construção de edifício em Salvador, contra decisão do IPHAN, alcançou proporção de grave crise.

Depois que a PF ouviu Calero e foi revelado que ele gravou as conversas que manteve no Palácio do Planalto, inclusive com o presidente Temer, o pivô da crise, Geddel Vieira Lima, até ontem ministro da Secretaria de Governo, pediu demissão. Foi o sexto a cair em sete meses do novo governo.

Se pretendia encerrar o episódio, não conseguiu. O PSOL considerou ter elementos para propor o impeachment do presidente, por crime de responsabilidade. O líder na Câmara, Ivan Valente promete protocolar o pedido na segunda-feira.

A oposição é minoritária e dificilmente o presidente da Câmara, Rodrigo Maia deixará um requerimento desses na gaveta, para manter o governo como refém. Seu sogro, Moreira Franco, é um dos homens mais próximos do presidente Temer. É o responsável pelo programa de concessões e privatizações e está cotado para a vaga que foi de Geddel.

Aparentemente, a oposição não oferece risco, masganhou um discurso que enfraquece Temer no momento da votação final da PEC do Teto e quando se preparava para enviar ao Congresso a mais polêmica das reformas: a da previdência.

Outro fato que poderá impactar o governo é a delação da Odebrecht – do herdeiro Marcelo e de 78 executivos – com 300 anexos nos quais estariam citados os mais importantes nomes da política.

Ontem, Temer conversou e recebeu apoio de estrelas tucanas, entre eles o ex-presidente FHC, que destacando ser esse um governo de transição, defendeu que o importante é “atravessar o rio”, e que “essa ponte pode ser uma pinguela, mas é o que temos”.Insistiu que importante são as reformas, que podem mudar a realidade brasileira.

E o esforço dos governistas será para mudar o debate da crise para as reformas. Renan Calheiros disse que o momento não é para “falsas polêmicas” e anunciou que o Senado pode cancelar o recesso parlamentar para adiantar a agenda. Vão tentar ocupar a oposição e tirar Temer do fogo.

TORPEDO

De um congresso sem pudor podemos esperar tudo. Legislar em causa própria é até café pequeno. […] Este é o Congresso que golpeou a democracia afastando a presidente Dilma sem que houvesse crime e nenhuma denúncia de corrupção contra ela.

Do deputado Anísio Maia (PT), sobre a manobra na Câmara dos Deputados para anistiar Caixa 2 eleitoral.

Missão…

Os tucanos da Paraíba participaram do encontro nacional de prefeitos do PSDB, organizado pelo Instituto Teotônio Vilela para comemorar a vitória da “onda azul” e discutir o papel deles na reestruturação do País.

… tucana

O presidente estadual, Ruy Carneiro disse que foi um encontro de trabalho. “Nós entendemos que não adianta ganhar a eleição, ser o partido mais votado do Brasil, se nossos prefeitos não fizerem boas gestões”.

Insubmissão

Pelo que disse Ricardo Coutinho após reunião dos governadores do Nordeste, há movimentocontra as medidas impostas pela União aos Estados. Não aceitam padronização do ajuste. Defendem autonomia.

Na medida

“Queremos ajudar o país, mas os Estados também querem respeito à sua autonomia e no meio disso está um direito nosso, que é a liberação da partilha da multa da repatriação”. Ricardo disse que vão conversar com Temer.

ZIGUE-ZAGUE

O deputado Manoel Júnior destruiu o sonho do suplente André Amaral de herdar sua vaga na Câmara Federal, já que foi eleito vice-prefeito de João Pessoa.

O parlamentar espera se licenciar do mandato municipal e continuar no exercício do federal. Ainda depende de interpretações das leis, mas a sinalização é clara.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.