Tite e CBF conversam por quase três horas, mas acerto para seleção brasileira é adiado

24
COMPARTILHE

Tudo certo e nada resolvido. Assim terminou na noite desta terça-feira (14) a reunião de quase três horas de Tite com a cúpula da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio. O técnico do Corinthians já está de volta a São Paulo. Apesar de tudo indicar sua confirmação na seleção brasileira, o anúncio oficial deve sair apenas nesta quarta.

Leia mais notícias de Esporte do Portal Correio

O treinador teria manifestado a Marco Polo del Nero seu interesse em dirigir o time pentacampeão, mas precisaria comunicar pessoalmente a diretoria corintiana, além de acertar detalhes da comissão técnica.

“Foi uma primeira conversa, brevemente produtiva”, disse o diretor de comunicação da CBF, Douglas Lunardi. “Não vamos estipular uma data, mas as partes vão retomar o contato brevemente.”

Tite teria imposto a condição de levar sua comissão técnica para o time verde-amarelo. Até mesmo o dirigente alvinegro Edu Gaspar teria cargo no novo quadro da CBF. Esses, no entanto, não seriam impedimentos para o “sim” do treinador. Mesmo com tudo encaminhado, ficou um certo ar de frustração pela indefinição.

Multicampeão pelo Corinthians, o técnico recebeu pelo menos duas propostas claras para assumir a seleção brasileira. Em ótimas campanhas pelo clube, não pôde aceitar.

O treinador chegaria para substituir o já pra lá de contestável Dunga. O agora ex-técnico da seleção brasileira foi demitido depois da vexatória eliminação ainda na primeira fase da Copa América Centenário. Em competições oficiais, foram cinco vitórias, cinco empates e três derrotas, em um aproveitamento de 51,2%.

Com ou sem Tite no banco de reservas, o Corinthians enfrenta o Fluminense, na quinta, no Mané Garrincha, em Brasília.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas