Moeda: Clima: Marés:

Tovar defende eleições limpas e relembra uso de dinheiro desviado da saúde para eleger políticos na Paraíba

Tovar
Tovar Correia Lima (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) defendeu a realização de eleições limpas na Paraíba este ano ao relembrar o esquema de desvio de dinheiro da saúde investigado pela Operação Calvário, envolvendo o ex-governador Ricardo Coutinho e outras personalidades políticas do estado. Dinheiro que, segundo o parlamentar, serviu para eleger políticos no processo eleitoral de 2018.
 
“Estou tratando disso pelos meus princípios, para restabelecer a verdade e saber que amanhã eu disputarei uma eleição, mas que seja uma eleição limpa, como todos queremos. Não uma eleição comprada com dinheiro fruto da Calvário e da saúde dos paraibanos que acabou indo parar nas campanhas eleitorais e serviu para eleger uns e outros”, afirmou Tovar.
 
Para o deputado, é preciso que a Paraíba lembre do que aconteceu com o dinheiro da saúde, desviado na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho. “Ricardo e o PT agora querem enganar os paraibanos e, para isso, lançaram um documentário “Justiça contaminada: o teatro do lavajatismo na Paraíba”. Hoje Ricardo tenta fazer um documentário estimulado pela Operação Calvário como se nada tivesse acontecido no passado. Nós estamos num momento que precisamos sempre restabelecer a verdade e a verdadeira história está aí para quem quiser ver”, observou.
 
Conforme o parlamentar, os diversos vídeos, fotos e, sobretudo, áudios que constam nos processos da Operação Calvário mostram que o ex-governador negociava propina com agentes públicos da Cruz Vermelha. “Não tem como esconder as caixas de dinheiro entregues para o ex-governador Ricardo Coutinho. Não tem como ele dizer que a voz nos áudios e que todos nós escutamos não é dele. Houve diversas delações que confirmam a participação de Ricardo no esquema investigado na Operação Calvário. Foram vários ex-secretários que mostram o envolvimento do ex-governador Ricardo Coutinho e também do atual governador nesse escândalo”, disse.
 
Tovar ressaltou ainda que diante dos fatos e provas, não há como o ex-governador fugir das acusações porque todos os paraibanos viram através de vídeos, áudios e fotos o que de fato aconteceu. Para o deputado, não se pode querer tapar o sol com a peneira e tentar esconder da nova geração o que de fato aconteceu no passado.
 
“A quem o PT e Ricardo Coutinho querem enganar? Querem andar nas ruas e dizer que tudo o que aconteceu, com provas, foi uma perseguição? Perseguição de quê? Ele era governador, tinha maioria na Assembleia Legislativa, na Câmara Federal e uma amizade que ele mesmo gostava de verbalizar com setores da Justiça do nosso estado. Então, quem perseguiu Ricardo Coutinho? Eu respondo: quem perseguiu Ricardo foram as verdades dos fatos e a Justiça acabou o pegando com o batom na cueca”, afirmou Tovar.

*Conteúdo de responsabilidade de Tovar Correia Lima

Palavras Chave

Informe Legislativo

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.