Início Geral

‘Trauminha’ aguarda laudos para investigar morte de idosa que fugiu da unidade, em JP

A Secretaria de Saúde de João Pessoa afirmou ao Portal Correio, nesta segunda-feira (31), que aguarda divulgação de laudo sobre a causa da morte da idosa de 63 anos, achada morta em uma calçada após fugir do Complexo Hospitalar de Mangabeira Tarcísio de Miranda Burity, o Ortotrauma, no dia 26 deste mês. Só depois que será possível dar prosseguimento à sindicância interna que apura o caso. Comente no fim da matéria.


Leia também: Saúde de JP diz que Trauminha sabia da saída de mulher do local; ela foi achada morta

Segundo a Saúde, a direção do Ortotrauma vem dando andamento ao procedimento, mas aguarda laudos do Serviço de Verificação de Óbito (SVO) e da Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol).


Leia mais Notícias no Portal Correio

A idosa foi encontrada morta na manhã do dia 26 deste mês após sair do Ortotrauma, onde estava internada na área vermelha desde o dia 24 deste mês.

Segundo o responsável pela área administrativa no plantão, Edval Avelino, a mulher chegou ao hospital se queixando de fortes dores abdominais. A idosa também estava com pressão muito baixa, por isso foi levada para a sala vermelha, onde, de acordo com Edval, a equipe médica tenta estabilizar o quadro clínico de pacientes mais graves.

“Durante a madrugada ela começou a ficar inquieta, dizendo que queria ir embora. No início da manhã, ela retirou todas as medicações e aparelhos e fugiu do hospital. Os maqueiros e a assistente social foram avisados, mas encontraram a paciente já em óbito, sentada na calçada”, informou Edval Avelino no dia da morte da idosa.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.