Moeda: Clima: Marés:

Treinador do Campinense cobra reação dos jogadores e fala em contratações

Teinador Ranielle Ribeiro cobra uma reação dos jogadores a partir do próximo jogo, quando a Raposa joga contra o Remo-PA
Ranielle Ribeiro
(Foto: Reprodução/CampinenseTV)

A frieza dos números remete ao alto grau de pressão para o Campinense, que luta para deixar as últimas colocações na Séire C do Campeonato Brasileiro. O treinador Ranielle Ribeiro cobra uma reação dos jogadores a partir do próximo jogo, quando a Raposa joga contra o Remo-PA.

O time rubro-negro venceu, pela última vez na competição brasileira, no dia 17 de abril quando derrotou o Brasil de Pelotas-RS, por 2 a 0, no estádio Amigão, em Campina Grande. Com isso, já se passaram cerca de um mês e meio de jejum. Nesse período, a Raposa perdeu três vezes e empatou três.

Ao longo da Série C, o aproveitamento do representante de Campina Grande é de apenas 37,5% com nove pontos, duas vitórias e sem saldo de gols. O Campinense ocupa a 16ª colocação na classificação, o último fora do Z4. Caso não vença na próxima rodada, pode cair para o grupo dos rebaixados.

A verdade é que o alerta está ligado no Renatão, principalmente depois da última partida quando o time perdeu para o Vitória da Bahia por 1 a 0, no estádio Amigão. A torcida critica a diretoria e cobra da comissão técnica e dos jogadores uma resposta dentro de campo.

O treinador Ranielle Ribeiro deixou um recado para os jogadores, na última entrevista, exigindo uma mudança de comportamento. “A torcida quer uma reação do time. Já falei para os jogadores, é preciso buscar os resultados e se não aparecerem, temos de contratar. Para isso, tem que haver saída”.

O elenco da Raposa retomou os treinos nesta terça-feira (31), iniciando os preparativos para o próximo jogo que acontece contra o Remo-PA, segunda-feira (6), no estádio Baenão, em Belém-PA. Em quatro jogos fora de casa, o Campinense perdeu dois, empatou um e venceu outro.

Comentários

Reinaldo Carlos Navarro disse:

Raniele você tem que ser mais enérgico, passar mão na cabeça de jogador já era, tem que jogar pra frente e não recuando para Iguatu o tempo todo, bola pra frente.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.