Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

TRF5 divulga nota de pesar pela morte do desembargador federal emérito Ubaldo Ataíde Cavalcante

Desembargador estava internado no Hospital Português, em decorrência de problemas no coração
Ubaldo Ataíde Cavalcante tinha 83 anos (Foto: Divulgação/TRF5)

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 divulgou nota de pesar pelo falecimento, na madrugada desta quinta-feira (7), do desembargador federal emérito Ubaldo Ataíde Cavalcante, 83 anos. O desembargador estava internado no Hospital Português, em decorrência de problemas no coração. O velório será realizado no edifício-sede do TRF5, das 12h às 15h, e o sepultamento será hoje, às 16h30, no cemitério Morada da Paz, em Paulista/PE.

“Ubaldo Ataíde Cavalcante foi um exemplo de dedicação à Justiça neste Tribunal. O seu exemplo permanecerá, de forma constante, entre nós, desembargadores. Lamentamos profundamente o seu falecimento”, disse o presidente do TRF5, desembargador federal Edilson Nobre.

Em reconhecimento à importância do desembargador emérito para o TRF5, a Presidência da Corte decretou luto oficial de três dias e manifesta toda a solidariedade aos familiares e amigos de Ubaldo Ataíde, particularmente à esposa, Ana Kércia Cavalcante Padilha, e aos filhos e netos.

Um servidor público – natural de Correntina/BA, Ubaldo Ataíde era bacharel em Direito pela Universidade de Brasília (UNB). Ingressou na Justiça Federal em setembro de 1984, para a qual deixa um legado de devoção ao Direito e ao serviço público: foi aprovado em diversos concursos e ocupou vários cargos, a exemplo de agente fiscal de tributos da Secretaria de Finanças do Governo do Distrito Federal, defensor público do Ministério Público do Distrito Federal (MPDF), promotor substituto do MPDF e procurador da República.

Na Justiça Federal, foi diretor de Foro da Seção Judiciária da Paraíba e de Pernambuco por diversas vezes, antes de ser promovido, pelo critério de antiguidade, em novembro de 1997, para o cargo de desembargador federal do TRF5.

No TRF5, ocupou os cargos de presidente da Primeira Turma, diretor da Revista e vice-presidente (biênio 2001/2003). O desembargador emérito também foi membro da Comissão do IV Concurso de Juiz Federal Substituto da 5ª Região.

No ano de 2002 seu trabalho foi especialmente reconhecido: entre agosto e outubro, recebeu a Medalha do Pacificador, conferida pelo Comando do Exército Brasileiro; o título de Cidadão Pernambucano; e a Ordem Mérito Aeronáutico.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.