Início Geral

UEPB estuda suspender contrato de 120 professores e retardar entrada de alunos

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) estuda cortar 120 contratos de professores para redução de custos devido à crise financeira da instituição. Com a aprovação da medida, a entrada de turmas previstas para maio ficaria pra outubro, gerando uma economia de R$ 2,5 milhões em cinco meses.

Leia também:

UEPB em crise estuda suspender chamada de 2,7 mil novos alunos para cortar custos

UEPB pode entrar em greve a partir março; professores alegam congelamento de salários

Estudantes reagem contra crise na UEPB; Estado diz que recursos estão em dia

De acordo com o reitor da UEPB, Rangel Júnior, o orçamento previsto para 2017 é de mais de R$ 317 milhões de reais, enquanto o valor destinado pelo governo do Estado é de R$ 290 milhões. Com a conta sem fechar, outras medidas ainda devem ser adotadas para reduzir despesas.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O presidente do sindicato dos professores, Nelson Júnior, é contra as medidas implantadas pelo governo e pelo reitor. “É um absurdo que o governo do Estado tenha cortado R$ 27 milhões do orçamento da universidade. O orçamento para 2017 é menor do que foi executado em 2016, e, como resposta, o que o reitor tem feito é apresentar uma proposta de enxugamento. Somos contra essa proposta. Achamos totalmente irresponsável demitir 120 professores e cortar a entrada de 2.700 alunos da universidade. Isso reduz o tamanho da instituição”.

Assista à reportagem.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.