Início Geral

UEPB promove 8? Mostra do Livro Universit?rio com descontos de at? 80% nos t?tulos

A Editora da Universidade Estadual da Paraíba (EDUEPB) deu início na manhã desta terça-feira (4), no hall do Prédio da Administração Central, no Câmpus de Bodocongó, a 8ª Mostra do Livro Universitário, que neste ano aborda o tema “Livros, leitura e leitores: por uma nova cultura”. O evento segue até o dia 28, com exposições itinerantes no Centro de Integração Acadêmica, Centro de Ciência e Tecnologia (CCT) e Praça da Bandeira, no Centro de Campina Grande.

Leia mais notícias no Portal Correio

Além dos descontos, que vão de 35% a 80% em vários selos e em livros originários da EDUEPB e de editoras universitárias de todo o país, e das promoções (como publicações a partir de R$ 2 e kits com três ou quatro livros por R$ 20 cada, por exemplo), a Mostra também traz outras novidades. São livros em novas plataformas midiáticas, abertura do Prêmio EDUEPB de Literatura, seminários e lançamentos de um e-book, de quatro livros impressos nos selos Latus e Substractum, além das coleções “Campina, 150 anos” e “Diversidades Regionais e Literatura e Interculturalidade”.

Em paralelo às atividades da 8ª Mostra de Livros, ocorre entre os dias 27 e 30 de novembro, na casa de shows Spazzio, a 12ª Feira de Tecnologia de Campina Grande (FETech), com exposições, palestras, oficinas tecnológicas e rodadas de negócios. A EDUEPB tem no evento uma excelente oportunidade de formar uma parceria estratégica local, já iniciada através da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PacTcPB), e favorecer a exibição de suas produções técnico-científicas – como livros disponibilizados em mini-CD, pen-card e cartão de memória – possíveis de serem visualizados a partir de smartphones, I-Pads e tablets.

“Durante a FETech iremos demonstrar os processos de produção de um livro. Os visitantes poderão ser co-autores de um livro virtual durante o evento, ver como ele é feito e participar na construção do conteúdo, seja com escritos, desenhos ou outras intervenções, e o produto final será lançado no encerramento da feira como um e-book”, explicou Cidoval Morais, diretor da EDUEPB.

A possibilidade de interação e participação ativa do público foi um caminho encontrado pela Editora para exibir suas publicações, bem como divulgar parte da Ciência e Tecnologia produzida na UEPB.

Novas plataformas de leitura

Tendo em vista a necessidade de grupos especiais (como os deficientes visuais) para aquisição de conhecimento através da leitura, a EDUEPB iniciou projetos para disponibilização de plataformas do tipo “áudio livros”, visando a inclusão pela leitura, a exemplo do primeiro volume de “Projeto Oralidades Literárias e as Vozes da Imaginação”, um trabalho feito em parceria com o Departamento de Comunicação da UEPB e coordenado pela professora Goretti Sampaio, com o empenho de alunos do curso, envolvidos na ressignificação dos conteúdos. O projeto pode ser encontrado no site da UEPB, através do link http://www.uepb.edu.br/ebooks/.

Outros produtos em plataformas digitais já estão sendo oferecidos pela EDUEPB, uma vez que a Editora reconhece uma nova realidade através do envolvimento dos leitores com as novas tecnologias. “Agora eles lêem pelo celular, tablets, computadores, e nós precisamos aprofundar a nossa entrada neste mercado, adequando-nos às tecnologias disponíveis e criando outras, o que permite um maior acesso outras pessoas na leitura digital”, destacou Cidoval.

Cada mini-CD, por exemplo, têm capacidade de armazenar até cinco livros e tem função multimídia, como entrevistas com os autores, opiniões de quem já os leu, indicações de novas leituras, matérias já produzidas sobre o livro, vídeos com o autor e toda e qualquer possibilidade de interação com os atuais leitores.

Ainda dentro da programação da Mostra do Livro, no dia 28 de novembro, durante o encerramento da atividade na Praça da Bandeira, será lançado o edital para o Prêmio Literário Edilberto Coutinho, uma forma de contemplar escritores paraibanos de alguns gêneros literários, como poesia, romance, conto, crônica e literatura de cordel.

A ideia é que qualquer autor paraibano ou radicado na Paraíba há mais de três anos (excetuando-se os funcionários da UEPB) possa inscrever uma obra ou livro inédito em um dos gêneros citados. A partir disso, a EDUEPB oferecerá uma contribuição à literatura paraibana e aos cinco vencedores do prêmio em cada categoria, através da publicação do primeiro livro.

De acordo com Bruno Gaudêncio, professor de História da UEPB e organizador do concurso, há poucos editais nesta linha na Paraíba e o incentivo também é importante porque o premiado terá direito a 50% dos livros impressos, para que possa comercializar da forma que achar mais conveniente. Os livros publicados também terão destaque em feiras por todo o Brasil, divulgados pela EDUEPB em outros estados e para outras editoras universitárias.

José Edilberto Coutinho, o escritor que nomeia a premiação, foi advogado, jornalista, professor e escritor dedicado ao folclore nordestino. Natural de Bananeiras (PB), com grande atuação nos meios intelectuais e literários, ele conquistou vários prêmios, tanto no Brasil como no exterior.

“Escolhemos Edilberto Coutinho por ser uma maneira de prestar homenagem a um autor pouco conhecido, mas de grande importância para nosso estado, especialmente pela publicação do livro ‘Maracanã, adeus: onze histórias de futebol’, escrito em 1980”, esclareceu Bruno Gaudêncio. A intenção é de que o Prêmio Literário Edilberto Coutinho seja anual.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.