Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Unimed JP vê resultados promissores em utilização de plasma convalescente

Desde os primeiros casos suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus, a Unimed JP estruturou o Núcleo Estratégico de Enfrentamento à Covid-19, setor responsável pelas infusões de plasma convalescente nos pacientes internados no Hospital Alberto Urquiza Wanderley, unidade hospitalar referência em alta complexidade e preferencial para casos de coronavírus. Com o método sendo utilizado, especialistas do hospital já enxergam resultados positivos, porém, com a necessidade de certificação sobre a sua eficácia.

Leia também: Conselho de secretários estaduais lança painel com números da Covid-19

De acordo com o médico anestesiologista Gilvandro Lins, integrante do Núcleo Estratégico de Enfrentamento à Covid-19, os resultados da utilização do plasma convalescente em pacientes contaminados são animadores, mas ainda há a necessidade de que seja feita uma estatística que evidencie que o tratamento é realmente promissor.

“Os resultados estão sendo extremamente animadores, mas ainda precisamos fazer um trabalho estatístico que evidencie um ganho real deste tipo de tratamento”, explicou.

Plasma convalescente

O estudo clínico para infusão de plasma convalescente no tratamento de pacientes com Covid-19 na Paraíba tem como coordenadora a professora de hematologia da UFPB, Daniele Idalino Janebro. Ela informou que há uma constante troca de informações com outros estados do país que estão utilizando métodos iguais ou similares.

“Com este estudo, queremos verificar a segurança e eficácia do uso do plasma convalescente em pacientes graves com Covid-19. É importante ressaltar que estamos em constante contato com os outros centros no país que estão com estudos semelhantes ao nosso, para a troca de informações”, disse Daniele, complementando que este é o primeiro estudo no Norte e Nordeste.

A professora ressaltou ainda que é um estudo experimental e que a Unimed João Pessoa é uma grande parceira. Além da Unimed JP, UFPB e Hemocentro, o estudo também tem como parceiros outros hospitais públicos e privados.

Infusão de plasma

O plasma é retirado do sangue doado por pacientes que já tiveram a Covid-19 e não apresentem mais sintomas há 30 dias. A administração é feita através de infusão deste plasma contendo anticorpos de pacientes que já foram curados. Todo o processo é feito com equipamentos que protegem os profissionais envolvidos de contaminação.

Parceria ampliada

A Unimed João Pessoa ampliou as parcerias em busca de plasma convalescente para o tratamento de pacientes com Covid-19. Um desses parceiros é a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que está desenvolvendo um estudo em conjunto com o Hemocentro do Estado para o uso da infusão do plasma de recuperado.

Comentários

Sérgio disse:

Nos hospitais privados estão dando a hidroxicloroquina…. na rede pública só tem dipirona

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.