Uso de trem cresce 18,6% na Grande JP, frente a atraso na moderniza??o e ? viol?ncia

18
COMPARTILHE

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos em João Pessoa (CBTU) divulgou nessa terça-feira (12) que o número de usuários transportados nos trens da Grande João Pessoa aumentou 18,6% em 2015, se comparado aos dados de 2014. Com isso, foram 1.950 milhão de pessoas que utilizaram os trens e os Veículos Leves sobre Trilhos (VLT’s) da CBTU em 2015, mesmo com o atraso na modernização das composições e com a violência.

Leia também:

* Tarifa dos trens da Grande JP vai ficar mais cara para cobrir dívida de R$ 2,6 bi da CBTU;

* CBTU pede ajuda da PM e da população para conter violência em estações;

* Implantação do VLT atrasa na Grande JP e CBTU culpa contenção de verbas do PAC

As oito novas composições dos VLT’s deveriam ter sido entregues, totalmente, em 2015. O prazo inicial era que em novembro a Grande João Pessoa já estaria com toda a nova frota de VLT’s rodando, mas, segundo o presidente da CBTU nacional, Marco Fireman, a terceira composição deve chegar apenas em março.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A CBTU em João Pessoa projeta crescimento de 10% no número de usuários em 2016, o que representa a marca de 2,1 milhões de passageiros.

Aliado aos problemas na estrutura do serviço, a tarifa da CBTU deverá sofrer um reajuste. Segundo Marco Fireman, o preço da passagem deve subir dos atuais R$ 0,50 para R$ 1. O aumento serviria para aliviar os cofres da companhia e permitir um acordo de dívidas com a Fundação Rede Ferroviária de Seguridade Social (REFER) e com outras entidades, que somam R$ 2,6 bilhões.

Problemas com a segurança também são enfrentados diariamente por servidores da CBTU e passageiros. Na sexta (8), a Estação de Mandacaru ficou vazia porque os servidores não foram trabalhar por medo e passageiros acabaram utilizando os serviços de graça.

A Companhia informou no mesmo dia que pediu ajuda da PM e reforçou a importância da conscientização da população para tentar conter a falta de segurança nos trens e nas estações.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas