Início Recomendamos

Vagas para residência pelo Enare estão abertas; saiba como se inscrever

Conteúdo patrocinado. Interessados em fazer residência pelo Exame Nacional de Residência Ebserh (Enare) 2020/2021 já podem se inscrever para as 405 vagas disponibilizadas pelo Ministério da Educação. As oportunidades são voltadas para residências médicas, uni e multiprofissionais. Participantes têm até o dia 14 de dezembro para se inscrever através do site do programa. Desde ontem, após a abertura das inscrições, o Ministério da Educação (MEC) registrou mais de 1,8 mil inscritos.

A taxa de inscrição tem um valor de R$ 280 para todas as especialidades médicas e R$ 190 para as demais profissões da área de saúde. As provas serão aplicadas em 10 de janeiro de 2021, em todas as capitais brasileiras e nas cidades de Araguaína (TO), São Carlos (SP) e Lagarto (SE). Os selecionados na parte objetiva passam para segunda etapa que é a análise curricular. Atualmente, o Enare possui parceria com oito hospitais universitários federais e um hospital militar.

As oportunidades são destinadas para médicos, estudantes de Medicina que estejam no último semestre do curso e demais profissionais da área de saúde, sendo ofertadas da seguinte forma: 304 vagas em 41 especialidades na área de residência médica, 8 vagas para residência uniprofissional e 93 vagas para residência multiprofissional.

Inscrição Enare: como funciona o pagamento 

Ao finalizar a inscrição no site, o sistema irá gerar um boleto que pode ser pago até 14 de dezembro. A participação no exame só será confirmada após o pagamento que pode ser efetuado em toda a rede bancária, preferencialmente nas Casas Lotéricas.

Os candidatos que não tiveram condições de pagar o boleto do Enare, poderão conseguir isenção entre os dias 23 e 26 de novembro. O benefício pode ser solicitado por quem se enquadra nos seguintes casos:

  • A taxa de inscrição for superior a 30% do salário mensal do candidato, quando não tiver dependente;
  • A taxa for superior a 20% do salário mensal do candidato, quando tiver até dois dependentes;
  • A taxa for superior a 10% do salário mensal do candidato, quando tiver mais de dois dependentes;
  • O candidato que comprovar renda familiar mensal igual ou inferior a três salários-mínimos ou renda individual igual ou inferior a dois salários-mínimos;
  • O candidato que for inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e comprovar ser membro de família de baixa renda.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.