Início Literatura

Valério Vasconcelos lança livro ‘Paredes Brancas’

Descoberta do amor em meio a surto de vírus letal é tema do primeiro romance do médico e escritor
Valério Vasconcelos (Foto: Rizemberg Felipe/Divulgação)

O médico e escritor paraibano Valério Vasconcelos acaba de lançar seu primeiro romance, ‘Paredes Brancas’.

‘Paredes Brancas’ é ambientado em São Paulo-SP, cidade onde foi registrado o primeiro caso de morte em decorrência de um vírus misterioso. O ano é 2005. Aos poucos, novas vítimas são identificadas. Em meio à crise de saúde pública e à emergência por uma solução definitiva para conter o vírus, o médico Tiago Rocha, que é coordenador do hospital de campanha erguido no Estádio do Morumbi, se envolve emocionalmente com a infectologista Eduarda Novais.

A obra questiona: haverá tempo para o amor quando tantas vidas estão em risco? O livro tem 172 páginas e conta com apresentação da educadora Kelly Rabenhorst.

“Por intermédio dos protagonistas Eduarda e Tiago, somos introduzidos na vida, nas dificuldades e na labuta intensa daqueles que incessantemente se esforçam para conter um vírus misterioso que ameaça uma cidade. (…) ‘Parede Brancas” não é um livro sobre uma enfermidade que nos assusta; é um romance que trata do maior e melhor sentimento dos humanos: o amor”, pontua Rabenhorst.

Valério Vasconcelos começou a escrever o livro ainda no início da pandemia de Covid-19 como forma de atenuar as agruras do combate ao coronavírus. “Decidi escrever esse romance como lenitivo para amenizar a dor que estamos sentindo a cada dia que vemos crescer o número de pessoas que perdem essa batalha. É como se eu me fortalecesse, me nutrindo com o sentimento do amor para lutar até o fim”, afirma.

Para o escritor, cada pessoa passou a ter um olhar específico para o mundo após o surgimento da pandemia de Covid-19. “Eu, estando na linha de frente, desde o início da pandemia resolvi que lutaria até o fim”, diz. E uma das formas que o autor escolheu para lutar, sem sucumbir ao desânimo e à desesperança foi, justamente, se apegar às letras e ao território da ficção. Assim nasceu “Paredes Brancas”, segunda obra de Vasconcelos no campo literário. Ele também é autor do livro de poemas “Sobre Amores e Amar” (Editora Garcia). “Escrever me liberta, me faz aprender”, comenta.

Otimista com o avanço da vacinação contra a covid-19 na Paraíba, Valério Vasconcelos já visualiza a realização de uma sessão especial para o lançamento de “Paredes Brancas”. A expectativa é que a apresentação presencial da obra ocorra no município de Areia, na região do Brejo paraibano. “Recebi o convite do proprietário de uma pousada para realizar o primeiro evento lá. Em breve, poderei dividir esse momento com familiares, amigos e o público”, acredita o autor. Enquanto o lançamento oficial não chega, os leitores podem adquirir um exemplar do romance na Livraria do Luiz, localizada na Galeria Augusto dos Anjos, no Centro de João Pessoa.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.