Edital aberto

Verbas

Educação

TV Correio

'Deus nos livrou da morte', diz motorista de van atacada por bandidos

Crime aconteceu madrugada desta sexta-feira, em um trecho da rodovia BR-230, em Campina Grande

4
COMPARTILHE

“Eles não queriam saber se eram crianças, mulheres ou nada. Eles atiraram aqui para dentro”. Foi dessa forma que uma das passageiras de uma van classificou parte da ação dos bandidos que atiraram no veículo e o pararam, roubando o motorista e passageiros, na madrugada desta sexta-feira (12), em um trecho da rodovia BR-230, em Campina Grande.

Veja também: Bandidos atiram em van com crianças em Campina Grande

Segundo os passageiros, os bandidos eram extremamente violentos e além de atirarem contra a van agrediram verbalmente e fisicamente todos os ocupantes do carro.

“Quando eles conseguiram parar a van, entraram agredindo a gente e pedindo dinheiro. Eles não queriam saber se eram crianças, mulheres ou nada. Eles atiraram aqui para dentro. O todo tempo eles pediam a bagagem, roupa, dinheiro, celular. Diziam que se escondessemos os objetos eles matavam a gente”, relatou uma das passageiras.

O motorista do veículo também relatou como os bandidos abordaram o veículo e que os passageiros só não foram feridos pelos disparos porque a van era blindada.

“Quando ele me ultrapassou eu tive cuidado e pensei que ele estava bêbado. Ele já se jogou na frente e atirou no meu lado, no pneu. Eu não tive reação e eles já cobriram (a van) com muitos tiros. Eu destravei a porta, entreguei os meus pertences ai ele já entrou revirando tudo. Me deitei no chão e não vi mais nada. Ele me feriu e deu uma coronhada. Só não morremos porque o Pai botou a mão na cabeça da gente e nos livrou da morte”, contou o motorista.

Além dos passageiros e do motorista, uma comerciante que passava pelo local e flagrou o crime também foi vítima dos bandidos.

“Eu manerei para ver o que estava acontecendo, porque poderia ser um acidente, e eles já chegaram batendo no vidro, armados, mandando sair. Fui passando as coisas que eu estava e entreguei a chave do carro para eles”, disse a comerciante.

O Portal Correio tentou contato com o delegado seccional de Campina Grande, Iasley Almeida, para saber como a polícia vai investigar o crime e se os bandidos já haviam sido identificados, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas