Triplicação da BR-230 pode ser interditada por risco de acidentes

COMPARTILHE

O assessor institucional do Crea-PB, Corjesu Paiva dos Santos, informou que as obras iniciadas no trecho da rodovia federal que vai de Cabedelo às Três Lagoas, em João Pessoa, apresentam vários problemas de segurança, com possibilidade de acidentes e mortes.

Leia também: Começam obras de R$ 255 mi para triplicação da BR-230

Um dos problemas relacionados por Corjesu Paiva são equipamentos e máquinas trabalhando próximo à linha de alta tensão. Além disso, obras de escavações também estão comprometendo a estabilidade dos postes, que podem cair na rodovia.

Por conta dos riscos, o Creac-PB vai solicitar ao Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) a interdição das obras até que estejam asseguradas as condições de segurança para os trabalhadores e para quem trafega pela região e mora na área.

“A situação é de risco iminente de acidentes que podem causar grandes transtornos à população e inclusive mortes”, alertou Corjesu Paiva.

A representação foi comunicada ao 2° subprocurador-geral de Justiça, Valberto Lira, e será encaminhada à Promotoria de Justiça de Cabedelo e também ao Ministério Público do Trabalho (MPT) na Paraíba ainda hoje.

O Crea-PB quer que o MPPB e o Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB) se reúnam com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), com a empresa construtora responsável pela execução das obras e com a Energisa para tratar do assunto.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas