Moeda: Clima: Marés:
Início Serviços

Abastecimento de água começa a ser normalizado em Santa Rita, diz empresa

Conforme a empresa Águas do Nordeste (ANE), tubulação danificada estava afetando o abastecimento em três bairros foi consertada
Água, Esgoto, Saneamento
Foto: Imagem ilustrativa | Marcos Santos/USP Imagens

O fornecimento de água em Santa Rita começou a ser normalizado nesta segunda-feira (23). Conforme a empresa Águas do Nordeste (ANE), uma tubulação danificada, que estava afetando o abastecimento nos bairros Tibiri, Municípios e Marco Moura, teve o conserto concluído.

Em nota, a empresa afirmou que uma equipe constatou, por volta das 11h30 desta segunda-feira, que a água já estava voltando às partes mais altas da cidade e que alguns pontos da região central de Santa Rita estão sem água devido a um reservatório que ainda não ganhou nível devido à pressurização da rede.

Sem água há dias

Moradores da cidade relataram ao Portal Correio e nas redes sociais que estão sem água desde sexta-feira (20) e tiveram que juntar água da chuva em baldes para garantir o abastecimento em casa no fim de semana. Em algumas residências, não há mais nenhuma reserva de água.

Por conta da falta d’água, a Escola Estadual Enéas Carvalho suspendeu suas aulas presenciais nesta segunda-feira. Alunos tiveram que assistir aulas on-line por conta da interrupção.

Mudança de empresa

A Prefeitura de Santa Rita anunciou em 12 de maio que encerrou o contrato de fornecimento de água com a Cagepa e que a Águas do Nordeste passaria a operar o serviço na cidade. A empresa foi a vencedora de licitação feita pela gestão municipal.

A gestão municipal decidiu não renovar a concessão da Cagepa por avaliar que, nos últimos 10 anos, faltaram investimentos e ações para ampliação do acesso de água e tratamento de esgoto à população. De acordo com a Prefeitura de Santa Rita, atualmente apenas 4% dos habitantes tem cobertura de esgotamento sanitário. O contrato com a ANE prevê universalização do serviço.

A Cagepa tentou recorrer da decisão da administração municipal, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) negou seguimento ao recurso.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.