Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Advogado que atropelou motoboy é preso e indiciado por pelo menos sete crimes

Motoboy Luan Sampaio contou que aguardava uma cliente em frente a um prédio e viu quando o carro entrou na rua pela contramão, mas não conseguiu desviar

O advogado que atropelou um motoboy em Campina Grande, na noite dessa sexta-feira (3), foi preso de forma preventiva no fim da manhã desta segunda-feira (6). Segundo o delegado Ramirez São Pedro, à TV Correio, Pedro Mário Freitas Alves Fernandes foi indiciado por pelo menos sete crimes. O motoboy Luan Sampaio não teve ferimentos graves.

O delegado explicou que ele se apresentou com um advogado na manhã desta segunda para prestar depoimento, mas já havia um pedido de prisão feito pela Polícia Civil à Justiça, que foi deferido.

Conforme o delegado, ele foi indiciado por tentativa de homicídio qualificado, ameaça, calúnia, injúria, dano qualificado, vias de fato e crime de trânsito porque dirigia na contramão e apresentava sinais de embriaguez.

O advogado preso foi levado para fazer exame de corpo de delito no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) em Campina Grande e será submetido a uma audiência de custódia.

O que diz a defesa do suspeito

A defesa dele disse que é prematuro adiantar o que será feito porque o caso está em segredo de Justiça, mas explicou que não haveria motivos para a prisão preventiva e que o advogado não se apresentou à polícia no fim de semana porque teria sofrido ameaças.

Alvo da OAB e afastado de duas funções

O Pedro Mário é assessor jurídico da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e do Hospital de Trauma de Campina Grande, mas foi afastado das duas funções.

A presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil na Paraíba (OAB-PB), Carla Felinto, disse que o suspeito vai passar por um processo ético disciplinar para que a conduta dele seja investigada.

O caso

Um motoboy foi atropelado propositalmente por um advogado na noite da sexta-feira (3), em Campina Grande, após ser confundido com um assaltante. Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram que após atingir a vítima o suspeito desce do carro e agride o motoboy.

O agressor foi identificado como Pedro Mário Freitas Alves Fernandes. Investigações apontam que Pedro Mário havia sido assaltado em um bar na região do Catolé minutos antes de atropelar o motoboy. Imagens de circuito de segurança mostram o momento em que ele deixa o estabelecimento para perseguir os suspeitos.

À TV Correio, o motoboy Luan Sampaio contou que aguardava uma cliente em frente a um prédio e viu quando o carro entrou na rua pela contramão, mas não conseguiu desviar. “O motorista gritava para que eu devolvesse o celular dele e eu não entendia por que aquilo estava acontecendo”, disse o motoboy.

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.