Início Notícias

Aeroporto de CG continua sem combustível, diz Infraero

Mesmo com o fim da paralisação dos caminhoneiros, oito aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) ainda sofrem com a falta de combustível, segundo levantamento feito às 19h desta quarta-feira (30). Dentre estes está o Aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande.

Além do aeroporto paraibano, também estão com falta de querosene os de Uberlândia e Montes Claros, em Minas Gerais; Juazeiro do Norte, no Ceará; Palmas, capital do Tocantins; Imperatriz, no Maranhão; Londrina, no Paraná; e
e Protásio de Oliveira, em Belém, no Pará.

Segundo a Infraero, os aeroportos estão abertos e têm condições de receber pousos e decolagens. Nos terminais em que o abastecimento está indisponível, as aeronaves que chegarem só poderão decolar se tiverem combustível suficiente para a próxima etapa do voo.

A recomendação para os passageiros é que procurem as companhias aéreas para consultas sobre a situação de seus voos. A Infraero orienta os operadores de aeronaves a planejar os voos de acordo com a disponibilidade de combustível na rota pretendida.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.