Início Notícias

Aesa registra chuvas em 89 cidades da Paraíba; veja onde mais choveu

A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) registrou chuvas em 89 municípios entre as manhãs de terça e quarta-feira. A cidade de Mari, localizada a 65 quilômetros da capital paraibana, teve o maior índice pluviométrico neste período: 91,1 milímetros.

Leia também: PB está em alerta para fortes chuvas e ventos de 60 km/h

A previsão é de que o tempo permaneça instável em todo o Estado porque nuvens de chuva vindas do Oceano Atlântico chegaram à costa leste do Nordeste.
Apesar das chuvas, a maior parte dos açudes monitorados pela Aesa ainda possui pouca água. Dos 128, 39 estão com menos de 5% do volume total. Outros 38 têm menos de 20% e 50 reservatórios possuem capacidade superior a 20%. Apenas um está sangrando: São José II, em Monteiro.

Além de Mari, também choveu forte em Jacaraú (86,5 mm), Congo (83,5mm), Salgado de São Félix (82 mm) e Gurjão (77 mm). Já o ranking das cidades com maiores índices pluviométricos durante o mês de fevereiro tem Nova Floresta (213 mm) na liderança. Seguida por Cuité (126,2 mm), Gurjão (124,1 mm), Juru (122,5 mm) e Sousa (115,5 mm).

Quadrimestre

O período de fevereiro a maio, conhecido como estação das chuvas no Sertão, Alto Sertão, Cariri e Curimataú, será de chuvas dentro da média histórica nestas regiões, de acordo com o Prognóstico Climático divulgado pela Aesa no final do mês passado.

A expectativa é de que, no acumulado dos quatro meses, o índice pluviométrico do Alto Sertão fique entre 500 e 800 milímetros. No caso do Sertão, a quantidade esperada de chuvas é de no mínimo 440 e no máximo 740 milímetros. Para o Cariri, o número deve ficar entre 260 e 430 milímetros. O Prognóstico Climático também destacou a quantidade de chuva esperada nas outras regiões: Litoral, entre 560 e 940 milímetros; Brejo, entre 390 e 650 milímetros; Agreste, entre 280 e 460 milímetros.

Comentários

  • André Felipe de Araújo disse:

    Obrigado meu deus não foi por castigo pode no sertão da Paraíba no sertão tão precisando de água meu pai enteno Jesus Cristo

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.