Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

ALPB veta lei que criava guarda pessoal para ex-governadores

Em sessão realizada nesta quarta-feira (25), na Assembleia Legistativa da Paraíba (ALPB), os deputados decidiram revogar, por unanimidade a Lei que criava a guarda pessoal para ex-governadores em um prazo de quatro anos depois de deixarem seus mandatos. A propositura sofreu muita resistência entre a sociedade, gerando fortes embates entre os parlamentares da oposição e aqueles que defendem o governo.

Leia também:

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB), parlamentar que propôs a criação da guarda pessoal para ex-governadores, em entrevista à Rádio Correio SAT/98FM, voltou atrás da decisão e prometeu “colocar uma pedra” em cima dessa temática, afirmando que foi usado de forma equivocada pela oposição para “desgastar o governo e a pessoa do governador”.

“Esse assunto nós vamos colocar uma pedra em cima, votando democraticamente na Assembleia e nossa bancada vai fazer com que quebremos mais um capricho da oposição, nós não vamos deixar que a oposição use isso como um cavalo de batalha”, disse o líder do governo na Assembleia, Hervázio Bezerra.

Hervázio voltou a defender a proposta, afirmando que muitos ex-chefes de estado no país e no mundo utilizam de guarda pessoal e que o governador ficará vulnerável depois que seu mandato acabar.

“Só quem tem ideia fixa, segundo os estudiosos, é um doente mental. Todos os chefes de estado, no país inteiro e no mundo inteiro, têm direito a uma segurança em função de que praticamente todos os dias chegam a contrariar outros interesses. Existe um prazo que é até o dia 31 de dezembro, em que o governador terá segurança, depois disso ele não terá mais, se ele tivesse a segurança, seria para se precaver de qualquer tipo de atentado”, disse.

 

Comentários

Brito disse:

Pino foi feito para se bater. De republicanos, a situação não tem nada. Nosso estado está a mercê da bandidagem e esses deputados vão receber o troco da população.

JOSE INACIO DA SILVA disse:

Eles podem ter quantos segurança quiser. Porém que paguem com seu dinheiro. Não com dinheiro público
.

Antônio disse:

Não fizeram mais do que a obrigação.

geraldo gomes disse:

Parabens. vamos consertar o que está errado, a começar pelos politicos.

Leonardo disse:

Estranho uma ideia ridícula dessa em tempos de contenção de despesas e às vésperas de eleições….

francisco rolim pinheiro disse:

Hervazio. o senhor tá doido pra o povo tomar odio por sua pessoa e bani-lo da politica, fica quieto que, ganhas mais….

Arimathea disse:

Indubitavelmente o Governador RC “deu um tiro no pé”, e terá que aceitar essa pequena derrota. A PM já faz esse trabalho há anos com muita competência.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.