Moeda: Clima: Marés:

Apenas 1,4% da população brasileira doa sangue; lei de Tovar incentiva doação durante mês junino

A Lei diz que a campanha de incentivo à doação de sangue será realizada por meio de ações realizadas a cada mês de junho
Tovar Correia Lima (Foto: Divulgação)

Dados do Ministério da Saúde mostram que apenas 1,4% da população brasileira doa sangue, o que representa 14 pessoas a cada mil habitantes e um total de 3.159.774 milhões de doações de sangue por ano no Sistema Único de Saúde (SUS).

Na Paraíba, ano passado, 87.191 doações de sangue foram realizadas. Como forma de incentivar mais pessoas, o deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) lembrou a Lei 10.636/17, de sua autoria, que incentiva a doação de sangue no estado, tornando o mês de junho destinado a campanha que estimula o processo de doar.

“O ‪Junho Vermelho é uma Lei de nossa autoria criado para incentivar a doação de forma espontânea em todo o Estado. Vamos espalhar essa ideia e compartilhar com os amigos. Vamos promover uma grande corrente de solidariedade”, destacou o deputado.

A Lei diz que a campanha de incentivo à doação de sangue será realizada por meio de ações realizadas a cada mês de junho e ficarão a cargo dos órgãos públicos estaduais e municipais, fazendo parte do calendário anual. Com a lei, fica autorizada a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba e as Secretarias Municipais a realizarem a cada ano a critério dos seus gestores, em cooperação com a iniciativa privada, com entidades civis e organizações profissionais e científicas, campanhas de incentivo e conscientização visando aumentar o número de doadores e os postos de coleta de sangue no Estado.

Queda – Este ano, o Hemocentro da Paraíba registrou uma diminuição de quase 50% nas doações logo nos primeiros meses do ano. A falta de doações faz com que o Hemocentro não consiga abastecer corretamente os hospitais que estão necessitados, espalhados por João Pessoa, Campina Grande e demais cidades paraibanas. “Por isso lembramos da Lei para que os estoques estejam cheios nesse período de São João”, disse Tovar.

Para ter sangue nos hospitais e facilitar a doação, o Hemocentro disponibilizou um número de telefone para o agendamento da doação. Pelo número (83) 3133-3473 (WhatsApp), os doadores podem agendar a doação para qualquer dia e horário de funcionamento da instituição.

Doação – Para doar sangue é necessário estar em boas condições de saúde, alimentado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas antes da doação e levar documento oficial com foto. Os homens podem doar até quatro vezes por ano, com intervalo mínimo de dois meses. Já as mulheres podem doar três vezes, com intervalo necessário de três meses, no mínimo.

O candidato a doador de sangue precisa ter mais de 50 Kg e não deve estar em jejum no dia da doação, mas é preciso evitar a ingestão de alimentos gordurosos até 3h antes da coleta. O adolescente, a partir de 16 anos de idade, acompanhado pelos pais ou responsável legal, também pode ser um doador de sangue. Para quem já é doador assíduo, a idade permitida é até 69 anos. Pessoas com febre, gripe ou resfriado não podem doar temporariamente, assim como grávidas e mulheres no período pós-parto.

Hemocentros – O Brasil possui 2.097 serviços de hemoterapia (coleta, hemocentros, hemonúcleos, unidades de coleta e transfusão, agências transfusionais). Uma das estratégias da Política Nacional de Sangue, Componentes e Hemoderivados é o fortalecimento das estruturas de serviços, como por exemplo, a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás).

Este conteúdo é de responsabilidade da Assessoria de Imprensa

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.