Início Política

Após irregularidades, TRE-PB suspende fundo partidário do PMN por nove meses

O diretório do Partido da Mobilização Nacional (PMN) teve o repasse das cotas do fundo partidário suspenso por nove meses após a prestação de contas referente ao ano de 2014 ser desaprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

De acordo com o relator juiz Antônio Carneiro de Paiva Júnior, os demonstrativos contábeis apresentados pelo partido não refletem a real movimentação financeira da legenda. Segundo o magistrado, trata-se de “falhas graves que comprometem a regularidade e confiabilidade das contas”.

A decisão foi publicada na página 8, da edição do Diário Oficial Eletrônico desta segunda-feira (30).

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.