Início Política

Assembleia Legislativa aumenta verba de gabinete em 60%

Enquanto a Paraíba assiste a uma crescente no número de casos de Covid-19, a Assembleia Legislativa da Paraíba, a ‘Casa do povo’, tem tido uma atuação pífia quando se trata de ajuda no combate ao novo coronavírus. A pauta, aliás, tem sido em prol deles mesmos. As Assembleias em todo o País têm discutido a redução de salários, a exemplo de São Paulo, que aprovou redução salarial e cortes na verba de gabinete.

Na Paraíba, os parlamentares foram na contramão e aprovaram um aumento de 60% no valor da Verba Indenizatória de Atividade Parlamentar, a chamada verba de gabinete. Saindo de R$ 25 mil para R$ 40 mil. Segundo a resolução assinada pelo presidente da AL, deputado Adriano Galdino (PSB), esse valor pode ser alterado anualmente.

A pergunta que fica é: em tempos de isolamento social, os deputados vão gastar esse dinheiro? Em quê? Porque não há justificativa para esses gastos em tempos de pandemia. A Assembleia tem realizado no máximo uma sessão virtual por semana.

Já em relação a corte nos salários dos deputados tem predominado o silêncio. Em uma votação vergonhosa, a Assembleia Legislativa aprovou um projeto que prevê apenas a doação, mas só se o parlamentar quiser, de R$ 500. Em tempos de pandemia, falta à Casa de Epitácio Pessoa ações mais concretas em relação ao combate ao coronavírus, já que na hora de pedir votos os deputados não medem esforços e promessas.

A liderança do deputado Adriano Galdino tem deixado a desejar. O socialista parece, nesse momento, mais preocupado com a eleição de prefeitos aliados e, claro, a da esposa Eliane Galdino, pré-candidata a prefeita do município de Pocinhos, com direito a live. Quem deveria dar exemplo, parece não estar atento ao que acontece no Estado.

Em outros estados, a exemplo do Rio de Janeiro, Santa Catarina e Maranhão, as Assembleias já estão com a proposta de redação de salários na Mesa para votação e aprovação, com apoio da maioria dos parlamentares. Na Paraíba, os parlamentares deveriam parar de fazer discursos pouco práticos e seguir o exemplo.

O outro lado

Em resposta à publicação, a ALPB enviou o seguinte posicionamento:

Em setembro de 2019, a Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou uma reforma administrativa que resultou na modernização administrativa do Poder Legislativo Paraibano e culminou com a extinção de mais de 500 cargos e reduziu os valores autorizados para contratos de apoio parlamentar. Em contrapartida, foram restabelecidos os valores de verba para divulgação de atuação parlamentar, no montante de R$ 15 mil, para cada deputado, fazendo com que a verba do VIAP (Verba Idenizatória de Apoio Parlamentar) voltasse ao patamar que era praticado em 2014.

– Que a verba é indenizatória e só é paga ao deputado depois de comprovada os gastos com notas fiscais e demais comprovações e que este valor compreende um teto, ou seja, não necessariamente é gasto o valor total todo mês por todos os parlamentares.

– Que a resolução apresentada na “matéria” data de 12 de fevereiro de 2020, praticamente 30 dias antes da decretação de pandemia mundial pela Organização Mundial de Saúde por conta do Covid-19 e ajustando o que tinha sido aprovado em setembro de 2019, ou seja, seis meses antes da pandemia.

– Que a atuação da Assembleia Legislativa da Paraíba durante a pandemia, anda longe de ser pífia, como afirma a matéria, já que nos primeiros 30 dias de realização de sessões remotas foram aprovadas 482 matérias legislativas, dentre elas leis que afetam diretamente de forma positiva a grande maioria da população paraibana, especialmente os mais vulneráveis, tais como: proibição de suspensão de serviços essenciais como água, luz e telefone por atraso de pagamento durante o período de calamidade; lei que garante a distribuição de cestas básicas a todos os estudantes da rede estadual de ensino durante o período de paralisação das aulas por conta da pandemia; lei que garante descontos nas mensalidades de escolas e faculdades particulares de 5% a 30% durante o período de calamidade pública; lei que pune a divulgação de Fake News sobre o coronavírus e outras pandemias e epidemias; a doação de 100 mil máscaras a hospitais e instituições filantrópicas; além de campanhas e ações contra a violência doméstica e garantia de direitos das minorias durante o período de pandemia, com ações implantadas pelo Governo do Estado após provocação da Assembleia. .

– Por fim, reiteremos que a Assembleia Legislativa da Paraíba seguirá com seu papel de legislar em prol da sociedade paraibana, buscando sempre os interesses coletivos, já que esse é o papel dos Poderes e dos representantes do povo.

Produção de conteúdo da ALPB sobre as atividades legislativas durante a quarentena:

16 de março – Coronavírus: Assembleia suspende aulas da Creche, da Escola do Legislativo e libera servidores dos grupos de risco – http://www.al.pb.leg.br/?p=35960

17 de março – ALPB aprova mudanças no regime de previdência dos servidores estaduais e suspende atividades para prevenção do Coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=35973

17 de março – Presidente da Comissão de Saúde da ALPB apoia medidas do Governo de prevenção ao Coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=35980

18 de março – Assembleia aprova projeto que multa quem espalhar Fake News sobre o Coronavírus na Paraíba – http://www.al.pb.leg.br/?p=35983

18 de março – TV ALPB exibe 14 documentários próprios e especial sobre coronavírus na TV aberta no período de quarentena – http://www.al.pb.leg.br/?p=35988

19 de março – Frente Parlamentar apresenta ao Governo do Estado conjunto de ações de enfrentamento ao coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=35990

20 de março – Coronavírus: projeto de Galdino proíbe concessionárias de serviços públicos cortarem fornecimento – http://www.al.pb.leg.br/?p=35994

23 de março – Em sessão virtual inédita, ALPB aprova por unanimidade estado de calamidade pública para combater o coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=36009

25 de março – Frente de Empreendedorismo realiza reunião virtual e apresenta sugestões para evitar desemprego na PB – http://www.al.pb.leg.br/?p=36019

26 de março – Governo sanciona Lei aprovada na ALPB que multa quem divulgar fake news sobre o coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=36022

26 de março – CPI do Feminicídio lança campanha de combate à violência conta a mulher durante quarentena do Coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=36031

30 de março – ALPB prorroga até 10 de abril suspensão das atividades por conta do coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=36043

31 de março – CPI do Feminicídio debate ações de enfrentamento à violência contra a mulher durante quarentena do Coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=36056

1° de abril – ALPB debate ações emergenciais para Educação e Cultura durante pandemia do coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=36061

2 de abril – Governo atende sugestões da Assembleia dentre as medidas anunciadas para economia e social – http://www.al.pb.leg.br/?p=36066

3 de abril – ALPB homenageia grupos de apoio e profissionais que estão atuando durante quarentena – http://www.al.pb.leg.br/?p=36074

4 de abril – Em live, Adriano Galdino anuncia campanha da ALPB para incentivar doação de sangue – http://www.al.pb.leg.br/?p=36076

7 de abril – Comissão de Saúde da ALPB discute implantação de hospital de campanha e ações de combate ao Covid-19 no Sertão – http://www.al.pb.leg.br/?p=36093

8 de abril – Coronavírus: Assembleia aprova estado de calamidade pública em 164 municípios da Paraíba – http://www.al.pb.leg.br/?p=36097

8 de abril – Assembleia institui programa de doação de deputados e servidores para o combate ao Covid-19 – http://www.al.pb.leg.br/?p=36101

8 de abril – ALPB aprova projetos que garantem alimentação de estudantes e suspende prazo de validade de concursos – http://www.al.pb.leg.br/?p=36103

8 de abril – Coronavírus: ALPB debate estratégias para proteção de pessoas com deficiência durante a pandemia – http://www.al.pb.leg.br/?p=36106

8 de abril – Programa de doação da ALPB vai garantir 100 mil máscaras para unidades de Saúde do Estado – http://www.al.pb.leg.br/?p=36110

9 de abril – Frente da Democracia debate alternativas para garantir direitos e cidadania durante pandemia – http://www.al.pb.leg.br/?p=36119

13 de abril – Assembleia Legislativa estende suspensão das atividades na Casa até o dia 19 – http://www.al.pb.leg.br/?p=36131

13 de abril – Galdino explica motivos para ALPB aprovar decretos de calamidade: “Não é cheque em branco” – http://www.al.pb.leg.br/?p=36133

15 de abril – ALPB aprova uso do Fundo de Combate à Pobreza durante pandemia – http://www.al.pb.leg.br/?p=36147

16 de abril – ALPB se une a órgãos de controle na fiscalização da aplicação de recursos em municípios em estado de calamidade – http://www.al.pb.leg.br/?p=36150

16 de abril – ALPB debate com pais, representantes de escolas e instituições redução nas mensalidades – http://www.al.pb.leg.br/?p=36155

17 de abril – Covid-19: Lei que proíbe corte de água, energia e despejo durante calamidade pública é sancionada – http://www.al.pb.leg.br/?p=36158

17 de abril – Agora é lei: serviços de delivery devem garantir higienização de acessórios e uso de EPI’s – http://www.al.pb.leg.br/?p=36161

18 de abril – Adriano Galdino anuncia prorrogação da suspensão das atividades na ALPB e mais uma sessão remota na quarta – http://www.al.pb.leg.br/?p=36164

22 de abril – Coronavírus: ALPB cria comissão para fiscalizar aplicação de recursos em municípios com decreto de calamidade – http://www.al.pb.leg.br/?p=36173

22 de abril – Covid-19: ALPB aprova distribuição de medicamentos em residências e ‘fila zero’ em hospitais durante pandemia – http://www.al.pb.leg.br/?p=36176

22 de abril – Deputados se reúnem com secretário de saúde para debater ações contra o coronavírus e sugerir iniciativas – http://www.al.pb.leg.br/?p=36178

22 de abril – ALPB quer fortalecer ações contra a violência doméstica na quarentena – http://www.al.pb.leg.br/?p=36181

23 de abril – ALPB debate ações de Assistência Social durante pandemia com deputados de todo Brasil – http://www.al.pb.leg.br/?p=36191

23 de abril – ALPB terá comitê para dialogar com o Governo e garantir segurança alimentar dos paraibanos durante pandemia – http://www.al.pb.leg.br/?p=36195

24 de abril – ALPB vai criar cartilha para orientar prefeitos sobre plano de contingência durante período de decreto de calamidade – http://www.al.pb.leg.br/?p=36207

28 de abril – Governo atende CPI do Feminicídio e delegacias recebem denúncias de crimes sexuais pela internet – http://www.al.pb.leg.br/?p=36221

28 de abril – Frentes Parlamentares da ALPB contribuem para amenizar problemas econômicos e sociais durante pandemia – http://www.al.pb.leg.br/?p=36231

28 de abril – Enfrentamento ao Covid-19: reuniões de comissões da AL fortalecem ações sociais, de educação e saúde da população – http://www.al.pb.leg.br/?p=36235

29 de abril – ALPB aprova projeto que amplia transparência dos gastos do governo e dos municípios no combate ao coronavírus – http://www.al.pb.leg.br/?p=36243

30 de abril – Covid19: ALPB defende acessibilidade dos meios de comunicação para pessoas com deficiência – http://www.al.pb.leg.br/?p=36250

30 de abril – Assembleia inicia distribuição de máscaras e entrega 20 mil unidades ao Hospital da FAP em Campina Grande – http://www.al.pb.leg.br/?p=36253

30 de abril – Covid-19: Frente da Democracia da ALPB propõe criação de Comitê para proteger indígenas e refugiados – http://www.al.pb.leg.br/?p=36257

4 de maio – Lei que garante alimentação a alunos da rede estadual durante pandemia é sancionada – http://www.al.pb.leg.br/?p=36269

5 de maio – Assembleia distribui mais 30 mil máscaras a hospitais e instituições de JP e Alagoa Grande – http://www.al.pb.leg.br/?p=36271

6 de maio – ALPB segue orientação da OMS e mantém suspensão das atividades presenciais até 18 de maio – http://www.al.pb.leg.br/?p=36279

6 de maio – ALPB aprova redução de mensalidades na rede privada de ensino durante pandemia – http://www.al.pb.leg.br/?p=36281

6 de maio – Assembleia propõe movimento nacional pelo pagamento do auxílio emergencial até 31 de dezembro – http://www.al.pb.leg.br/?p=36284

6 de maio – ALPB debate soluções para acabar com aglomerações em bancos durante pagamento do auxílio emergencial – http://www.al.pb.leg.br/?p=36287

7 de maio – ALPB aciona Assembleias de todo o Brasil para abraçar iniciativa de estender auxílio emergencial até dezembro – http://www.al.pb.leg.br/?p=36309

*Atualizada para incluir a resposta da ALPB

Comentários

  • Ariana Perazxo disse:

    Precisamos saber o nome de TODOS os parlamentares que votaram a favor desse aumento!!!!

  • Ariana Perazxo disse:

    Falta de respeito e sensibilidade com o povo brasileiro!!! Canalhas!!!!!

  • Ariana Perazxo disse:

    INADMISSÍVEL!!!!!!!! BANDIDOS, CRIMINOSOS!!!!

  • Karla Marx disse:

    Nojo desses parlamentares.

  • José Ferreira disse:

    Chamar a atuação da assembleia legislativa de “pífia” é querer agradar… são um bando de urubus, escrotos, vagabundos, inúteis, aproveitadores, desleais, insensíveis, desumanos, etc, etc, etc… adjetivos que se transforma em substantivos quanto se referem a nossos representantes! VERGONHA MUNDIAL!

  • Flaviano V Pereira disse:

    Portal correio da Paraíba. Vocês poderiam enviar essa Resolução 1885/2020 para o meu email ? aguardo. Para fins de eventual ajuizamento de ação popular.

  • Ulisses Carlos da Silva disse:

    ESTE PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA É AQUELE QUE ESTÁ ENVOLVIDO NO DESVIO DE MAIS DE 120 MILHÕES DA SAÚDE COM O RICARDOLADRAO E SEUS ASSECLAS. ONDE O GOVERNADOR FOI ELEITO COM ESTE ROUBO COMPRANDO PREFEITOS. O JOÃO QUÊ NÃO SABIA DE NADA. SEGUNDO O GAECO E O MINISTÉRIO PÚBLICO. VEM COM UM NOTA CHAMAR A REPORTAGEM DE PÍFIA. DEPUTADO O SUPERMERCADO ESTÁ ABERTO PARA O SR. COMPRA ÓLEO DE PEROBA. PARA PASSAR NESTA SUA CARA DE PAU DESLAVADA. ESTE É UM CASO PARA O STF AGIR, ATRAVÉS DO MINISTÉRIO PÚBLICO. EU ESTOU DESEMPREGADO VIVENDO DE BICO E NÃO FUI ROUBA O POVO COMO VOCES ESTÃO FAZENDO. ISTO CHAMA ROUBO POR DECRETO.

  • Ticarlos Santos Silva disse:

    Tenho nojo dar vontade de vormitar

  • Conceição de Maria disse:

    Esse comportamento do governo é inadmissível diante de uma pandemia . Muita gente sofrendo que darão as respostas nas urnas

  • Guy Porto disse:

    Esse tipo de reportagem deveria trazer sempre o nome do autor do projeto e um painel apresentando o voto de cada parlamentar e partido, além de uma enquete para sentir se o povo concorda ou discorda do resultado.
    Isso poderia trazer mais consciência à população na próxima eleição.

    Generalizar leva a um sentimento anti-política e nos afastarmos só deixa os parlamentares ainda mais distantes da opinião pública.

  • Odicea Maria disse:

    É uma Vergonha, esses Dep.daPB. Não se Mobilizam,
    Para Ajudar os Carentes . Em Covid. Aumentar Verbas em Prol de si. Os Enfermeros do Estado.Se ariscando para ganhar uma Miséria.E uma
    Vergonha vamos dar o Troco nas Eleições. A Pb. Tem o tributos mais caro do País. Sr.Governador. Não explore a População. Por almenos
    Cobre o ICMS igual aos outros estados.Porque no nosso Estado todo .Diferencia o percentual de ICMS e maior.que outros Estados. Inocente.

  • Deusdete carvalho disse:

    A culpa não é deles, é exclusivamente nossa que aceitamos, nós não vamos as ruas para dizer que NÃO ACEITAMOS ISSO, então isso ocorre.
    A população deveria apresentar a seguinte proposta aos seus respectivos representantes políticos.
    Vereador/r$ 3.500,
    Deputado estadual/r$ 4.500
    Deputado federal /r$ 6.500
    Senador /r$ 8.000
    Governador /r$ 4.500
    Sem direito a NENHUMA REGALIA, nenhuma centavo a mais para qualquer coisa que fosse.
    ACORDA POVO BRASILEIRO, O QUE ESTES POLÍTICOS FAZEM A VIDA INTEIRA É…
    LEGISLAR EM BENEFÍCIO PROPRIO.

  • Marcos disse:

    Essa pouca vergonha é de esperar de politicos que só se elegeram para surrupiar o dinheiro da Saúde e da educação do sofrido povo brasileiro! Vergonha esses deputados salafrários! Que a Ira de Deus caia sobre vocês!

  • Ronaldo disse:

    Enquanto alguns deputados ficam querendo fazer política neste momento de Pandemia como os Dep.Cabo Gilberto e Valber Virgolino porque eles não vem em suas redes socias falar sobre este aumento de verba dizendo que são contra,mais quando vem pro nosso bolso tudo fica certo só um recadinho as eleições vem por aí e vamos dar o troco viu.

  • Ademir Felipe Freire disse:

    Roubo descarado.Ladrões oficializam o assalto aos cofres públicos

  • Ademir Felipe Freire disse:

    Legalizando o assalto aos cofres públicos. O nome correto é ladrão.

  • Mário Sérgio disse:

    Os deputados estão certos, quem está errado é o povo que votou neles!

  • Giovanni de Oliveira Cordeiro disse:

    Em uma Crise de Saúde Humanitária Mundial, é uma Vergonha que esses Deputados não tenha a mínima Dignidade, Caráter de Perfil ” Representativo do Povo “, enquanto as Taxas de Infecção e Mortalidade aumentam de Forma Exponencial, a Falta de Saneamento Básico é uma Vergonha Nacional, o Desemprego estar em Níveis Estratosféricos, os nossos Deputados não estão nem um pouco preocupados com a População, era para ser o Contrário, porque ao invés de aumentar a Verba de Gabinete, não Diminui seus Ricos Privilégios desde altos Salários, Cargos Comissionados, ETC, um ABSURDO IMENSURÁVEL.

  • Ismaelino da Silva Oliveira disse:

    Pífia sim! Pois ao longo dos anos não só a ALP , mas todo o legislativo brasileiro , tem legislado em causa própria, quando comparado a ações que beneficiam a sociedade. Nunca vimos essas casas legislativas proporem e aprovarem o fim de suas imorais regalias, imorais, pois nenhum trabalhador brasileiro tem auxílios ou verbas extras para ajudar em seu orçamento mensal. Não temos subsídios para custear nossas necessidadesais elementares, em contrapartida, os membros do legislativo , além de receberem salários viltuosos, tem inúmeras benesses que custeiam de combustíveis até planos de saúde vitalícios, auxílios paletó, verbas de gabinete, cotão etc, etc,etc… Auxílio é para quem passa necessidades e vive às margens da sociedade, então parem de hipocrisia e deixem de legislar em causa própria , na maioria do tempo de legislatura de “VOSSAS EXCELÊNCIAS”!

  • Djair oliveira disse:

    VERGONHA, enquanto isto os policiais Reformados estão passando FOME e ainda pagando Previdência.

  • Anailde Araújo Alves dos Santos dos Santos disse:

    Isso é uma vergonha. Agora se reunirem em prol de uma causa nobre, como unificar um salário de respeito e digno para os profissionais da ENFERMSGEM. Isso eles não fazem. Esquecem que quando estão em cima de um leito de hospital quem chega é a ENFERMAGEM, ENFERMEIROS E TÉCNICOS… mas as eleições ainda vão acontecer…

  • Maria disse:

    Isso é uma pouca vergonha. Sou funcionária da saúde do estado e ganho uma miséria de salário. Minha insalubridade é 40 reais a 11 anos.

  • Josadark Soares de Souza disse:

    Esses deputados devia ter vergonha na cara, já aumentaram o desconto da previdência, tirando mais do funcionalismo público, enquanto estão tirando 25% a 50% do salários dos trabalhadores da iniciativa privada, esses homens que se diz representantes do povo, apronta mais uma dessas, esses caras precisa ter vergonha na cara, e procurar ser mais humanos. É uma piada. Enquanto outros estados estão fazendo o contrário.

  • Revoltado disse:

    Esse pessoal tem que ser responsabilizado por esses absurdos. Enquanto o povo assistir pacificamente essas atitudes eles não se preocuparão em fazer esse tipo de coisa. Infelizmente somos vítimas desse sistema que nos explora e persegue quem reclamar dele. Só deixam as sobras pra população paraibana.

  • Paulo Eduardo Menezes disse:

    São uns VERMES!

  • Antonio de Pádua Mariz Timóteo disse:

    E o governador sugere congelar os salários dos funcionários públicos por dois anos? Eh brincadeira!

  • Joao Batista Leite da Silva disse:

    Enquanto isso, um ano e meio esperando pelo elevador do Hospital do Bem.Patos.
    Ótimo vão aumentar R$ 15.000,00,,se cada um destinar R$ 3.000 resolvido o problema.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.