Moeda: Clima: Marés:
Início Saúde

CG registra 902 acidentes com escorpiões e médica alerta para aumento de casos nas chuvas

Com a redução de temperatura provocada pelas chuvas, os escorpiões tendem a procurar abrigo em casas
escorpiões, picadas
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Com a chegada do período chuvoso, especialistas alertam a população para a necessidade de redobrar atenção quanto ao aparecimento de escorpiões em ambiente domiciliar.

A médica Andréa Sampaio, clínica geral do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, explica que os aracnídeos gostam de locais úmidos, mas quentes. Com a redução de temperatura provocada pelas chuvas, os escorpiões tendem a fugir de seu habitat — buracos, entulhos, subsolo de edificações, galerias de esgoto domiciliar, entre outros — e procurar abrigo nas casas. “Os escorpiões costumam procurar calçados, lençóis e toalhas”, alerta a médica.

Uma vez ferido pelo animal, o indivíduo deve procurar atendimento médico com urgência. Não é recomendável recorrer a crendices populares e receitas caseiras contra as toxinas do escorpião. A única coisa que a pessoa pode fazer antes de ir ao hospital é lavar o local da picada com água e sabão.

“Nos casos leves, em que a pessoa ferida relata dor local ou espalhada para o membro, queimação e dormência, o tratamento é feito apenas com analgésicos. Já nos casos moderados, em que há elevação da pressão e aumento de suor e de saliva, e nos casos graves, com quadro de convulsão e coma, o paciente receberá soro antiescorpiônico”, explica Andréa Sampaio.

De janeiro até maio deste ano o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande já recebeu 902 vítimas de picada de escorpião.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.