Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Começa flexibilização na Paraíba; veja o que muda

As regras de flexibilização da economia e do isolamento social na Paraíba começam a valer nesta segunda (15), a partir do que determina o novo decreto 40.304 do Governo do Estado, publicado no Diário Oficial de sábado (13). Batizado de ‘Novo Normal Paraíba’, o plano estabelece a matriz de orientação para a retomada gradual e segura das atividades em todo o estado.

Leia também:

Resumo: todo o estado

João Pessoa

A Prefeitura de João Pessoa divulgou no sábado (13) o plano de flexibilização da economia em meio ao isolamento social para conter a proliferação do novo coronavírus. Todos os serviços não essenciais e espaços públicos permanecerão fechados e apenas alguns segmentos foram liberados para funcionamento com regras.

João Pessoa

O plano de flexibilização está dividido em quatro fases, começando nesta segunda-feira (15), com a primeira delas durando 15 dias (Foto: Divulgação/Secom-JP)

O que abre/funciona a partir desta segunda (15)

  • Serviços essenciais continuam com 100% de funcionamento
  • Atacadistas
  • Lojas de material de construção, alimentação e bares: só por delivery
  • Costrução civil
  • Revendas e locadoras de veículos: sem filas, com regras e cuidados de higiene
  • Salões, barbearias, estética: com hora marcada, sem filas
  • Varejo, comércio, centros comerciais, shoppings: só por delivery
  • Atividades religiosas: online, drive-in ou com 30% da capacidade dos templos

O que segue fechado/sem funcionar

  • Ônibus
  • Escritórios de profissionais liberais
  • Atividades esportivas
  • Serviços não essencias
  • Praias, parques, ambulantes, academias, feiras livres, museus, cinema, teatro, aulas presenciais

Cabedelo

O plano prevê três datas para retorno gradativo às atividades, sendo 15 de junho, 29 de junho e 14 de julho, com regras rigorosas a serem seguidas por cada segmento. Veja aqui o plano completo.

A partir desta segunda (15), começa a flexibilização para o comércio varejo de bairro ou centro e centros comerciais (que funcionarão em sistema de delivery); lojas de material de construção (com 70% da capacidade); construção civil e comércio atacadista (com 50% dos funcionários); e liberação de barcos a vela para a prática de competições e esportes individuais em praças e praias da cidade.

A partir de 29 de junho, atividades como salões de beleza, academias de ginástica, concessionárias, teatro e serviços de escritório começarão a ter sua flexibilização, com limitações e regras impostas para cada um deles.

Por fim, a partir do dia 14 de julho, o plano prevê a liberação, também com restrições e regras, de bares e restaurante, feiras, varejo, eventos esportivos e serviço público.

Dentre as regras que serão impostas, estão o uso obrigatório de máscaras e álcool em gel; o aumento do distanciamento entre mesas; o reforço da higienização de mesas, cadeiras e banheiros; o uso preferencial de talheres descartáveis; a limitação de acesso às lojas, com controle de número de entradas; dentre outros.

Campina Grande

São três etapas, seguindo as exigências e recomendações dos órgãos de saúde. A última etapa, prevista para o mês de julho, prevê a liberação de eventos com aglomerações limitadas a 50% da capacidade dos locais.

Primeira etapa

O prefeito Romero Rodrigues (PSD) informou que a primeira etapa, prevista para iniciar nesta segunda (15), terá a reabertura de parte do comércio, com a liberação das lojas de varejo com área inferior a 200 metros quadrados, com horários reduzidos e seguindo todas as recomendações. Os shoppings e galerias só poderão funcionar por meio de drive-thru e as atividades religiosas, apesar de constarem na primeira etapa da retomada, só poderão funcionar a partir do dia 20 de junho, com apenas 20% da capacidade. Integram também essa fase os salões de beleza e as barbearias.

Leia também: PMCG ajusta plano de retomada das atividades religiosas; veja mudanças

As lojas da rua João Pessoa e adjacentes funcionarão das 8h às 17h. Já das 9h às 18h haverá o funcionamento das lojas de ruas centrais como Maciel Pinheiro, Venâncio Neiva, Cardoso Vieira e ruas adjacentes, evitando-se coincidência de horários. O objetivo é controlar melhor o sistema de transporte público.

Segunda etapa

Na segunda etapa da abertura gradual das atividades econômicas, que acontece a partir do dia 29 de junho, será liberado o funcionamento dos shoppings e galerias, com exceção para aquelas atividades que promovam aglomerações, como cinemas, auditórios e espaços de jogos. As lojas com área superior a 200 m² também estão liberadas.

Os bares e restaurantes também entram na lista das atividades liberadas na segunda etapa, entretanto, terão que priorizar as áreas ao ar livre e só poderão funcionar com até 50% da capacidade normal.

As academias de malhação e as atividades físicas ao ar livre, nos parques e praças, também estão liberados, mas seguindo todos os protocolos de saúde, tanto por parte dos esportistas, como também pelos empresários.

Terceira etapa

Na terceira e última etapa, que acontece a partir do dia 13 de julho, o prefeito Romero Rodrigues informou que será o momento de abrir todas as atividades, incluindo teatros, cinemas, casas de shows etc. Além do retorno das aulas presenciais nas entidades públicas e privadas de ensino.

Serão liberados os eventos, desde que aconteçam com apenas 50% da capacidade. As igrejas também poderão aumentar a capacidade para 40%.

Transporte intermunicipal

A partir desta segunda-feira (15), o transporte intermunicipal e os terminais rodoviários do Estado da Paraíba voltam a funcionar de forma gradual e com o cumprimento de diversas medidas de prevenção contra a disseminação do novo coronavírus.

Recomendação para circulação de ônibus nas rodovias paraibanas

  • Higienização dos ônibus antes da partida e logo após a chegada no destino;
  • Higienização dos filtros do sistema de ar condicionado;
  • Obrigatório o uso de máscaras pelos seus operadores (motoristas, fiscais, funcionários) e pelos passageiros;
  • Operação em horários reduzidos, em até 20% dos horários previstos, podendo ser ampliados conforme for identificada a necessidade e mediante autorização do DER/PB;
  • A capacidade de lotação nos ônibus onde os passageiros deverão ser transportados sentados pode chegar a 60%;
  • Medição da temperatura dos passageiros no momento de embarque;
  • Disponibilização de álcool em gel 70° INPM para higienização das mãos.

Terminais rodoviários administrados ou concedidos pelo DER-PB

  • Higienização das instalações do Terminal Rodoviário;
  • Sinalização horizontal no acesso aos guichês de venda de passagens para garantir o distanciamento seguro;
  • A venda de passagens poderá ser feita pelo sistema on-line para facilitar o embarque dos passageiros;
  • Disponibilização de álcool em gel 70° INPM para higienização das mãos

Coronavírus na Paraíba

Arraste o seta sobre os gráficos, linhas e barras para ver todos os dados atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Saiba mais sobre o novo coronavírus na cobertura do Portal Correio:

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.