Início Notícias

Conheça os riscos de comprar gás de cozinha em revendas não autorizadas

Um dos reflexos da ‘Crise do Diesel’ foi o desabastecimento de gás de cozinha nos pontos de venda em todo o Estado. Uma semana após o fim das paralisações, o abastecimento e as vendas desse produto ainda estão voltando ao normal, mas os consumidores precisam ficar atentos ao comprar gás em depósitos não autorizados.

Leia também: Apesar do fim da greve, ainda falta gás de cozinha na PB

As revendedoras clandestinas aproveitam a oportunidade instável para lucrar, mas isso traz riscos para os consumidores. O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP (Sinregás-PB), Marcos Antônio, explica que é possível encontrar produtos adulterados e sem registros, sendo assim, um grande risco.

“Quando se compra em um estabelecimento onde não se tem nota fiscal , se corre o risco de acontecer um acidente com esse botijão e você não tem onde reclamar”, explica Marcos.

No Estado, são quase 2 mil autorizadas que garantem a origem do produto. Antes de comprar, o consumidor precisa então verificar se o estabelecimento disponibiliza a nota fiscal.

Confira na reportagem de Saimon Cavalcanti, da TV Correio.

 

 

Comentários

  • Jefferson Alexandre de Araújo disse:

    Fica difícil pegar uma N.F. pois eles não dam, e se agente insistir é pior,.por isso, que acho que não é viável

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.