Início Notícias

CRM interdita PSF após médica ser ameaçada de morte em JP

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente, nesta quarta-feira (9), o atendimento médico PSF Jardim Sepol, que fica no Bairro Ernani Sátiro, Zona Sul de João Pessoa, por detectar falta de segurança do local após uma médica ter sido ameaçada de morte.

Conforme o CRM-PB, a ameaça de morte partiu de uma usuária do PSF e como não foram tomadas medidas para garantir a segurança do local, foi decidida a interdição ética dos médicos que atuam no posto de saúde.

De acordo com o diretor de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, a médica registrou um boletim de ocorrência sobre. Ele também afirmou que o atendimento médico será restabelecido na unidade quando for garantida a segurança da profissional.

“Na região há outros três postos de saúde. Se o mesmo fato for constatado nas demais unidades, também faremos a interdição”, disse o diretor.

As interdições éticas realizadas pelo CRM-PB impedem, exclusivamente, o médico de atender nas unidades de saúde. A medida tem o objetivo de preservar a dignidade do atendimento médico à população e a segurança do ato médico.

O Portal Correio tentou contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde de João Pessoa para saber um posicionamento sobre a interdição, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

Comentários

  • JOAO PAULO disse:

    ISSO QUE PRECISA MUDAR POR QUE GUARDA MUNICIPAL DEVERIA ESTA NOS PSF O PESSOAL FICA SEM DEFESA , EXPOSTO A VIOLENCIA.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.