Início Notícias

Custo do voto para deputado superou R$ 1,6 mil na PB

A disputa por uma das 36 vagas na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deste ano reservou curiosidades quanto ao montante gasto pelos candidatos envolvidos na disputa. Levantamento feito pelo Portal Correio, com base nos dados disponibilizados pelo sistema Divulga Cand, da Justiça Eleitoral, mostrou que o custo do voto variou bastante, chegando a ultrapassar a barreira dos R$ 1,6 mil.

Leia também: Candidata pelo PROS recebe meio milhão de reais do PT

Custo do votou chegou a R$ 1.665

A candidata Luma Gouveia, do DEM, terminou a eleição com 90 votos. Ela declarou ter gasto quase R$ 150 mil durante a campanha. De acordo com as informações de sua prestação de contas, o custo do voto da democrata chegou a R$ 1.665.

Mais votados gastaram bem menos

Por outro lado, a candidata mais votada do pleito, Cida Ramos (PSB), só ‘desembolsou’ pouco mais de R$ 5 em cada voto recebido. Os votos obtidos pelo 2º colocado na disputa, Wallber Virgolino, tiveram um custo ainda menor: R$ 0,48.

Luma Gouveia é uma das candidatas do DEM que recebeu recursos da direção nacional da legenda. O valor repassado foi de R$ 150 mil.

Em sua prestação de contas constam despesas de R$ 45 mil para produzir seu material de propaganda. Luma também pagou R$ 20 mil por serviço de marketing digital, R$ 3 mil por uma assessoria contábil e prestação de contas, e R$ 7 mil por serviço prestado de assessoria financeira.

Outra candidata que também recebeu recursos da direção nacional do DEM, Ana Lúcia, teve o custo do voto um pouco mais barato, ficando em R$ 690. Ana obteve 399 votos e gastou R$ 275.446,81 na campanha.

Gastos com combustíveis ultrapassaram R$ 78 mil

Só de combustível, ela declarou ter gasto o equivalente a R$ 78.334,11, em um único revendedor. Ana Lúcia também informou gastos de R$ 75,6 mil com serviço de coordenador de campanha. A candidata pagou ainda R$ 25 mil por uma assessoria contábil e mais de R$ 5,5 mil com alimentação. O detalhe é que o contador contratado para esse serviço é o mesmo declarado na prestação de Luma Gouveia, só que por um valor bem menor.

Malu Vinagre

Outra candidata que também ficou conhecida por ter recebido doações vultosas na campanha foi a estreante em disputas Malu Vinagre, do PROS. Uma das doações repassadas para a candidata, no valor de meio milhão de reais, foi feita pela direção nacional do Partido dos Trabalhadores (PT). A outra, no valor de R$ 150 mil, coube à direção nacional do PROS.

Apesar do reforço financeiro na campanha, Malu não obteve sucesso nas urnas. Ela obteve 737 votos e terminou a disputa na 148ª colocação entre os candidatos a deputado estadual.

Levando em consideração o valor gasto na campanha, o custo do voto chegou a R$ 882.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.