Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Democratização do acesso ao cinema é tema da redação do Enem

Mais de 5 milhões de estudantes prestam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 em todo o Brasil neste domingo (3). O primeiro dia do exame tem provas de linguagens, ciências humanas e redação. O tema escolhido para a redação do Enem neste ano foi a Democratização do acesso ao cinema no Brasil. O texto deve ser dissertativo-argumentativo e ter, no máximo, 30 linhas. As provas foram aplicadas às 13h30 e os candidatos têm até as 19h para concluí-las.

Leia também:

O Enem 2019 continua no próximo domingo (10), quando os estudantes farão as provas de matemática e ciências da natureza. Pela ausência da redação, o tempo de prova no segundo dia de Enem é mais curto. Os candidatos terão das 13h30 às 18h30 para resolver as questões.

Com a nota obtida no exame, os estudantes poderão disputar vagas em universidades públicas e privadas. É possível ainda conseguir financiamento estudantil e participar de programas como o Prouni, que oferece bolsas de estudo em instituições particulares. Outra opção é usar a nota em processos seletivos de 42 instituições portuguesas, pelo Enem Portugal.

Os gabaritos oficiais do Enem 2019 serão divulgados pelo Inep no dia 13 de novembro e os resultados individuais serão disponibilizados em janeiro do próximo ano.

Importância da redação do Enem

A nota conquistada na redação do Enem conta bastante no desempenho final do estudante. A maior e mais sonhada pontuação, nota mil, depende de uma série de fatores. São eles:

  1. possuir proposta de intervenção para o problema apresentado no tema;
  2. ter repertório sociocultural produtivo no desenvolvimento da argumentação do texto;
  3. respeitar os direitos humanos;
  4. apresentar características textuais fundamentais, como coesão e coerência;
  5. demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;
  6. atender ao tipo textual dissertativo-argumentativo.

Perfil dos concorrentes do Enem na Paraíba

Na Paraíba, o Enem é aplicado em 350 escolas e instituições, distribuídas em 51 municípios. Ao todo, foram montadas 4.484 salas de provas para atender aos 147.182 inscritos no exame. As mulheres são maioria no Enem: 84.642 candidatas, contra 62.540 inscritos do sexo masculino. Quase 77 mil estudantes tiveram declaração de carência aprovada e 25.392 foram contemplados com inscrição gratuita. Pagantes somaram 44.880.

Pardos e brancos são os grupos raciais com mais concorrentes no exame, com 82.683 e 41.601 representantes, respectivamente. Pretos aparecem logo depois, com 13.902, seguidos dos amarelos, com 4.604 candidatos. Indígenas são 1.503 e inscrições sem declaração racial somaram 2.889.

A maioria dos concorrentes do Enem 2019 tem entre 21 e 30 anos de idade. Em segundo lugar, aparecem as pessoas com idade entre 31 e 59 anos (19.659). Só depois surgem os estudantes em idade escolar do ensino médio: menor que 16 anos – 4.448; 16 anos – 10.650; 17 anos – 19.034; e 18 anos – 19.381. A faixa etária com menos inscrições (243) é composta por pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

A modalidade do Enem para pessoas privadas de liberdade teve 761 inscrições na Paraíba.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.