Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Grupo denuncia desrespeito de interdição da orla no início da manhã

O movimento SOS Atleta PB está cobrando, nas redes sociais, providências dos órgãos responsáveis em relação à fiscalização da orla durante o horário de caminhada – 5h às 8h – na via à beira-mar do Cabo Branco. A denúncia é que o Plano de Segurança e Mobilidade da Orla é desrespeitado e não há rigidez em relação à Lei Seca. O grupo denunciou que é comum motoristas embriagados invadirem o espaço, colocando em risco a segurança de ciclistas e pedestres. A promessa é que, se nenhuma medida for tomada até o próximo final de semana, haverá protesto no local.

Leia também:

Representantes do grupo enfatizam que motoristas sob efeito de álcool saem dos quiosques e transitam livremente pela via, em velocidade acima do permitido e colocando em risco a segurança de ciclistas e pedestres. O SOS Atleta PB ressalta que não há fiscalização da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) e do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) para coibir a infração.

O presidente da Associação dos Caminhantes e Corredores de Rua da Paraíba (Ascorpa), José Mário Macedo, afirmou que o Plano de Gestão e Segurança da Orla foi elaborado e implantado em 2018. Isso só aconteceu por solicitação do movimento, motivada por um acidente no local em que duas atletas foram atropeladas por um motorista bêbado. “Mas, pouquíssimas coisas foram implementadas”, lamentou.

Ele observou que, no período de Verão e férias há muitos shows e, no final desses eventos, as pessoas costumam ir para a praia, justamente entre 5h e 6h. Nesse horário, segundo Macedo, a orla deveria ser voltada para as atividades esportivas, mas o que ocorre é uma invasão de embriagados saindo colocando todo mundo em risco. “Essa semana um casal ia sendo atropelado. Eu mesmo, hoje (ontem) fui ameaçado por um que estava alcoolizado porque pedi para ligar o pisca alerta. Resumindo, está faltando mais rigor na fiscalização nesse horário”, destacou o presidente da Ascorpa.

“Inicialmente, a mobilização está sendo feita pelas redes sociais. Estamos aguardando até o fim da semana para ver se há alguma providência das autoridades responsáveis. Caso não ocorra, pretendemos fazer sim uma boa zoada lá na orla”, avisou. O SOS Atleta PB que envolve assessorias esportivas de corrida e bicicleta, além da sociedade civil.

“No princípio, havia fiscalização da Semob e da Polícia Militar, mas hoje está falha. Ficam poucos agentes de trânsito que não fiscalizam com rigor. O Batalhão de Trânsito e a Lei Seca nem por lá vão. (…) Está na hora de se resolver. Tem que se dar importância à fiscalização de trânsito para garantir a segurança pública”, completa José Mário.

Detran garante que vai reforçar atuação

O Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) vai intensificar a fiscalização na orla entre as 5h e as 8h. A informação foi confirmada pelo coordenador do Policiamento e da Operação Lei Seca do Detran, major Edmilson Castro.

Segundo ele, a Semob-JP é quem deve fiscalizar, e a interdição é com o BPTran. Até agora, conforme acrescentou, não havia nenhuma demanda em relação a esse assunto na orla.

O coordenador ressaltou ainda que a fiscalização do Detran é feita em pontos determinados pela coordenação e não é possível informar os locais de forma antecipada. Desde dezembro, o Detran atua em parceria com a Semob e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) dentro da Operação Verão.

Algumas regras do plano de segurança da orla

  • O condutor pode circular a 30 km por hora;
  • O condutor deve permanecer na faixa da direita;
  • O pisca alerta do veículo deve estar ligado;
  • Não é permitido estacionar no local;
  • Quem desrespeitar, pode ser multado por infrações como excesso de velocidade e estacionamento irregular.

A reportagem questionou a Semob-JP em relação à fiscalização na via à beira mar do Cabo Branco, mas nenhuma resposta foi enviada até o fechamento desta edição.


* Lucilene Meireles, do Jornal CORREIO

Comentários

Alvim de Carvalho e Silva disse:

Semob? O q eles fazem é ficar num determinado ponto, conversando, olhando o celular, respondendo os bom dia, mas a fiscalização no trecho entre Manaíra até o Cabo Branco não existe a muito tempo.

Joao disse:

Reitero oq comentei em outra notícia. Os bares da orla que funcionam pela madrugada tem prostituição, drogas e muita bebida sou morador do local há 30 anos e corro diariamente as 5:00. Os motoristas saem dos Bares entre 5:30, 6h dirigindo embriagados e nada ocorre.

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.