Início Notícias

Dois ficam feridos em tumulto contra reforma da previdência em CG

Uma confusão com manifestantes e servidores públicos interveio uma sessão extraordinária na Câmara Municipal de Campina Grande, nesta segunda-feira (30), que trata sobre a reforma da previdência do Município. O projeto enviado pelo Executivo aumenta a contribuição previdenciária dos funcionários públicos municipais de 11% para 14%. Apesar do protesto, o projeto foi votado e aprovado na Câmara.

Leia também:

Duas pessoas ficaram feridas, sendo um segurança da casa, que tentava impedir a entrada dos manifestantes no plenário, e um manifestante. A Polícia Militar foi acionada e os vereadores tentam dar continuidade à sessão mesmo com os manifestantes presentes. Até o fechamento desta matéria, não havia detalhes sobre a situação das pessoas feridas.

confusão CMCG

Boletins de ocorrência foram registrados pelos danos causados através dos manifestantes. (Foto: Chico Martins / Jornal CORREIO)

O projeto de lei enviado pelo prefeito Romero Rodrigues (PSD) ao Legislativo já foi aprovado em pelo menos 10 Estados brasileiros e segue o mesmo patamar estabelecido pela Emenda Constitucional 103, aprovada no Congresso Nacional.

O percentual é o mesmo proposto pelo Governo da Paraíba e que começou a ser discutido na Assembleia Legislativa do Estado. Por conta de impasses na tramitação do projeto e dos desdobramentos da Operação Calvário, o texto ficou para ser votado em 2020.

Nesta segunda (30), a Câmara também vota a abertura de crédito adicional no orçamento de 2019 e mais três doações de terrenos, inclusive do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC).

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.