Dona Fátima e oposicionistas se reúnem com Secretário Geraldo Medeiros

Encontro teve como objetivo conhecer detalhes das próximas metas da campanha de imunização
Foto: Divulgação

Integrante da Comissão de Saúde e Bem Estar Social da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), a vereadora Maria de Fátima Melo Silva, popularmente conhecida como Dona Fátima (Podemos), se reuniu nessa quinta-feira (18), juntamente com os demais vereadores de oposição, com o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros. 

O encontro aconteceu no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, e teve como objetivo conhecer detalhes das próximas metas da campanha de imunização contra a Covid-19 em Campina Grande. Dona Fátima, assim como os vereadores oposicionistas, destacou o empenho do governo do Estado em criar as condições para receber, distribuir e iniciar a  campanha de vacinação na Paraíba, começando pelos grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Com a vacinação em andamento, a vereadora do Podemos quis saber do secretário Geraldo Medeiros os próximos passos da campanha e lembrou que a população de Campina Grande está ansiosa e aguardando com muita esperança e expectativa a imunização. Ela lembrou que, como integrante da Comissão de Saúde e Bem Estar Social, tem procurado acompanhar a vacinação no município e já cobrou do prefeito Bruno Cunha Lima e da Secretaria Municipal de Saúde, transparência em todo o processo de imunização. 

“Temos defendido a transparência nos nomes das pessoas vacinadas pela Secretaria de Saúde do Município. Pedimos para que seja divulgada a lista com os nomes das pessoas vacinadas e o número do cartão SUS de quem já recebeu a primeira dose”, reforçou a vereadora. 

Geraldo Medeiros garantiu que o Estado vai continuar disponibilizando as doses necessárias da vacina para Campina Grande, conforme as remessas enviadas pelo Governo Federal. 

Cirurgias

Durante a reunião, Dona Fátima questionou o secretário a posição do Estado sobre a realização de cirurgias referentes a outras patologias, já que o Hospital Pedro I não está fazendo nenhum tipo de cirurgia, a não ser o atendimento aos pacientes infectados pela Covid-19. Ela lembrou que, sempre que existe outro tipo de cirurgia, a Prefeitura Municipal manda os pacientes para as Unidades Básicas de Saúde e UPAS. Os atendimentos terminam sendo feitos no Hospital de Trauma.

O secretário garantiu que está tomando as providências para que Campina Grande não fique desassistida, e, mesmo com a preocupação com a Covid, o Estado não se descuidou das outras patologias. 

Além de Dona Fátima, participaram da reunião, os vereadores Anderson Almeida, líder da oposição na Casa, Jô Oliveira, Olímpio Oliveira e Valéria Aragão.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.