Durante novembro acontece a 13ª edição da Copa Libertadores Feminina

A edição da Libertadores Feminina de 2021 contará com 16 equipes, três delas brasileiras. A competição acontecerá até o dia 18 de novembro no Paraguai.
Divulgação: Ferroviária – Flickr

A edição da Libertadores de 2021 terá três equipes brasileiras concorrendo ao título: a atual campeã Ferroviária, Corinthians e Avaí Kindermann. Junto com o Paraguai, o Brasil é o país com mais times na competição. O histórico das equipes brasileiras é favorável e animador, por isso podem valer as apostas.

Tanto a Ferroviária quanto o time do Corinthians já ganharam o título duas vezes e buscam o tricampeonato, já o Avaí Kindermann busca o primeiro título através da vaga conquistada pelo Brasileirão Feminino do ano passado.

Como vai acontecer a Libertadores Feminina 2021

A edição da Libertadores Feminina deste ano vai acontecer em dois países: Paraguai e Uruguai. A primeira fase, ou fase de grupos, as quartas de final e as semifinais acontecerão em modelo de sede fixa no Paraguai. As finais serão em Montevidéu, no Uruguai, assim como as finais das edições masculina da Libertadores e Sul-Americana.

Na primeira fase as equipes foram divididas em quatro grupos de quatro equipes cada. Os times do mesmo grupo jogam entre si em turno único e os dois melhores colocados de cada grupo avança para a fase seguinte, as quartas de final. A partir daí os jogos passam a ser mata-mata.

A final acontecerá dia 21 de novembro, no Estádio Parque Central, casa do Nacional-URU, entre as duas equipes que vencerem os duelos mata-mata. Isso porque a Conmebol decidiu levar todas as finais de suas competições para a capital uruguaia.

Times campeões da Libertadores Feminina:

  • 2020 – Ferroviária (BRA). Vice: América de Cali (COL);
  • 2019 – Corinthians (BRA). Vice: Ferroviária (BRA);
  • 2018 – Atlético Huila (COL). Vice: Santos (BRA);
  • 2017 – Corinthians/Audax (BRA). Vice: Colo-Colo (CHI);
  • 2016 – Sportivo Limpeño (PAR). Vice: Estudiantes e Guárico (VEN);
  • 2015 – Ferroviária (BRA). Vice: Colo-Colo (CHI);
  • 2014 – São José (BRA). Vice: Caracas (VEN);
  • 2013 – São José (BRA). Vice: Formas Íntimas (COL);
  • 2012 – Colo-Colo (CHI). Vice: Foz Cataratas (BRA);
  • 2011 – São José (BRA). Vice: Colo-Colo (CHI);
  • 2010 – Santos (BRA). Vice: Everton (CHI);
  • 2009 – Santos (BRA. Vice: Universidad Autónoma (PAR);

A Copa Libertadores Feminina acontece desde 2009 e esse ano chega a sua 13ª edição. Dos doze troféus disputados, nove foram conquistados por equipes brasileiras. O São José é o maior vencedor de títulos da competição, somando três triunfos.

Santos e Ferroviária têm dois títulos cada, assim como o Corinthians, que conquistou seu primeiro troféu em parceria com o Audax.  Colo-Colo, Sportivo Limpeño e Atlético Huila são os times sul-americanos que conquistaram um título da Libertadores.

Os times que estão na competição:

Dos 16 times que vão participar do campeonato, três são brasileiros: Ferroviária conquistou a vaga por ser a atual campeã, o Corinthians venceu a edição do Campeonato Brasileiro 2021 e garantiu sua vaga. O Avaí Kindermann ficou na segunda posição do Brasileirão e também levou uma vaga.

Por regulamento, Brasil, Chile, Colômbia e Paraguai têm duas vagas para a Copa  Libertadores Feminina 2021. Já a Argentina, Bolívia, Equador, Peru, Uruguai e Venezuela contam apenas com uma equipe representante. Como o campeão da edição anterior é brasileiro e o país sede também ganha uma vaga extra, Brasil e Paraguai ficam com três equipes na competição.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.