Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Empresas de segurança são alvo de operação da Polícia Federal em três cidades da Paraíba

A Operação Alcântara investiga crimes de falsidade ideológica e uso de documentos falsos praticados por empresas de segurança privada
Agentes da PF durante Operação Alcântara, na Paraíba. Foto: DIvulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (13), em três cidades paraibanas, a Operação Alcântara, que investiga crimes de falsidade ideológica e uso de documentos falsos praticados por empresas de segurança privada na organização de eventos na Paraíba.

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas sedes e nas residências dos proprietários das empresas investigadas, nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos.

De acordo com as investigações, as empresas de segurança investigadas encaminharam à Polícia Federal listas de vigilantes que teriam trabalhado em vários shows e festas privadas de São João, em Campina Grande, entre os meses de junho e dezembro deste ano. No entanto, foi descoberto que as listas eram falsas, e que a maioria dos vigilantes relacionados pelas empresas não chegou de fato a atuar nas festas.

Segundo a PF, os eventos organizados tinham uma segurança bem menor do que a informada aos órgãos públicos de fiscalização, além de utilizarem profissionais sem qualificação e sem autorização para atuar como seguranças privados, os chamados vigilantes clandestinos

A operação foi batizada de Alcântara em referência a São Pedro de Alcântara, santo padroeiro dos vigilantes e guardas noturnos na religião católica.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.