Entenda o que são a micro e a macroeconomia

Conheça formas para entender mais sobre economia

A área da economia é um universo por si só: essa ciência estuda como gerir os recursos (na maioria das vezes escassos) para as incontáveis necessidades humanas. Mas quando falamos de recursos e suas aplicações, essa grande pode ser dividida em microeconomia e macroeconomia. E esses conceitos são essenciais para vislumbrar a complexidade da grande área.

A Profa. Ma. Ailza Lima, de Ciências Contábeis do Unipê, diz que o estudo da microeconomia é direcionado à empresa e ao consumidor. Receita, Lucro, Preço, Custo, Margem de Lucro, Maximização do Lucro e da Produção e Minimização dos Custos são termos abordados nesse estudo com foco na empresa e por meio da apresentação de modelos matemáticos que podem direcionar a tomada de decisão nos processos empresariais.

“Por outro lado, tem-se o consumidor e as variáveis apresentadas pela Microeconomia como parâmetro para análise do comportamento do consumidor: Utilidade, Preferências, Expectativas, entre outros termos, que podem ser apresentados através de modelos matemáticos”, acrescenta a economista.

Por sua vez, o estudo da macroeconomia está relacionado, segundo Ailza, ao Produto Interno Bruto (PIB) de uma nação, às exportações e importações, taxa de juros, à inflação, ao desemprego, câmbio, aos mercados de capitais, à poupança, aos gastos do governo, investimentos, entre outros assuntos que ainda podem ser apresentados por modelos matemáticos para direcionar as decisões dos governantes, principalmente.

Economia: entendendo mais e buscando informações

Seguir nas redes sociais universidades e jornais que reportam informações econômicas é importante e pode nos manter atualizados. Mas, sobretudo, os dados econômicos podem ser adquiridos lendo o site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que “apresenta dados trimestrais sobre aumento de preços, taxa de juros, setores que mais crescem, entre outros dados econômicos e sociais relevantes”, diz Ailza.

“O site do Ministério da Economia mostra boletins econômicos que são interessantes acompanhar, como também o site do Banco Central do Brasil”, considera Ailza, lembrando, ainda, dos documentários e filmes que exploram conceitos econômicos, sendo mais meios para buscar informações importantes sobre o nosso contexto.

A especialista ainda aconselha que para ajudar na nossa construção do conhecimento sobre economia, é importante lermos livros que contam a história regional e abordam fatos econômicos. “Bem como sites que abordam temas e pensamentos teóricos e que são relevantes para a reflexão do nosso cenário econômico regional, nacional e mundial”, finaliza Ailza.

Palavras Chave

EconomiaUnipê

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.