justica-decide-que-paralisacao-nao-pode-impedir-abastecimento
Caminhões-tanques necessitam de acesso livre (Foto: Divulgação/PRF)

Exército e PRF negociam fim da greve dos caminhoneiros na Paraíba

O major Alex pediu que os caminhoneiros liberem as vias para que as cargas possam passar

2244
COMPARTILHE

O Exército Brasileiro e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), estiveram na BR-101 negociando com os caminhoneiros para que a greve acabe na Paraíba. Eles estregaram aos representantes da categoria o documento que trata da negociação feita entre o presidente da República Michel Temer (MDB) e os grevistas nesse domingo.

Leia mais:

O major Alex, do 1º Grupamento de Engenharia do Exército, pediu que os caminhoneiros liberassem as vias para que as cargas pudessem passar. “Precisamos das vias livres. Muita gente já está sofrendo com isso, precisamos de via livre para passagem de comboio”, disse.

Agentes da PRF também tentaram convencer os grevistas a deixarem o local, ou pelo menos liberarem para que comboios de caminhões com combustíveis e outros itens, como alimentos, pudessem seguir viagem para fazer suas entregas.

Contudo, as lideranças dos caminhoneiros disseram que não irão acabar com a greve e alegaram que as vias não estão bloqueadas. “As concordâncias que fizeram lá foi um sindicato que não faz parte do Sindicato dos Caminhoneiros, nós somos todos autônomos. Temer deu garantia verbal e não por escrito”, respondeu Frank Jhones.

*Com informações de Emerson Machado, da TV Correio

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas