Início Notícias

Financiamento imobiliário será retomado após publicação da LOA

Após representantes da construção civil em João Pessoa reclamarem que não estão tendo acesso a recursos para negócios imobiliários, culpando a Caixa Econômica Federal pelo problema, o governo federal, através da Assessoria de Comunicação Social do Ministério do Desenvolvimento Regional, emitiu uma nota oficial ao Portal Correio na qual explica que o financiamento imobiliário será retomado após publicação da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Confira nota na íntegra:

Como o subsídio para operações do programa provém de recursos do Orçamento Geral da União (OGU), as contratações do ‘Minha Casa, Minha Vida’ serão retomadas a partir da publicação do decreto federal de programação orçamentária e financeira para 2019. A Lei Orçamentária Anual (LOA) foi sancionada na última quarta-feira (16) pela Presidência da República, que tem até 30 dias para publicar o decreto.

Entenda o problema

Em entrevista à Rádio 98 FM, nesta segunda-feira (21), construtores alegaram que mais de 100 obras estão prontas e aprovadas, porém não conseguem resolver a parte burocrática, pois o financiamento não é liberado.

Eles explicam que os apartamentos são construídos, a Caixa Econômica faz a vistoria e aprova ou não. Aprovando tudo, toda a documentação também é aprovada e tem início o processo administrativo até se chegar à formulação do contrato. É nesse último momento que o cliente solicita o financiamento na Caixa e é justamente aí que está o atual problema.

Manifestação

Os representantes da construção civil estão programando uma manifestação para esta terça-feira (22), às 8h30, em frente à Caixa Econômica, na Avenida Epitácio Pessoa, na Capital. Eles garantem que será uma manifestação pacifica e apenas presencial.

Segundo a organização, a manifestação reunirá 177 construtores de todo o estado, além de clientes, empresários do ramo de material de construções e corretores.

Comentários

  • Gean disse:

    No Diário Oficial da União a informação é que a lei foi sancionada dia 15/01 e publicada no dia 16/01.

  • Rafael disse:

    Quando sera que ira liberar essa verba para o financiamento

  • Jair Pereira disse:

    Uma vergonha, a Caixa quando faz a vistoria e aprova COBRA 750,00 reais para fazer esta “engenharia”. Fazem exatamente 3 meses que todos os documentos estão parados, muitos já venceram seus prazos e todo este custo vai para o comprador do imóvel, muitas vezes, como no caso do MCMV, pessoas simples que adquiriram seu primeiro imóvel. Pro construtor outro problema, o que fazer com o quadro de funcionários e seus fornecedores se não estão recebendo? Resumindo, uma VERGONHA

  • Nelson Dias disse:

    O problema é maior do que se imagina tem centena de milhares de pessoas já avaliadas, e suas avaliações estão vencendo no final de janeiro. E milhares terão problema se tiver que reavaliar, porque nkfm a lente as empresas der a minha férias em dezembro conta termino em janeiro, estes contra cheques não podem ser usados devido às férias, aparece um terço de férias no contra chegue,
    resumindo o contra que não
    aparece férias será fevereiro.
    E um mês de 28 dias, vai aprovar menos valor
    resumi do e um problema maior do que se imagina.
    995311557

  • Carlos disse:

    Os construtores vão fazer manifestação na Caixa, mas na verdade o Ministério não repassou o recurso para a Caixa. Afinal o que a Caixa tem haver com isso???? A Caixa presta um serviço, ela não é a dona do recurso, faça a manifestação no Ministério ou na frente do palácio do planalto.

  • Kiko Brandão disse:

    Esperemos os próximos capítulos… Essa foi a turma que mais apoiou o atual presidente em sua campanha…

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.