Início Política

Galdino defende emenda impositiva, mas quer diálogo antes de aprovação

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), defendeu a aprovação da emenda impositiva, mas acredita que decisão tem que ser fruto de um diálogo aprofundado entre os Poderes Legislativo e Executivo para que os serviços essenciais do estado não sejam afetados de forma negativa.

“Eu sou defensor da emenda impositiva. É um movimento nacional, só seis Parlamentos do Brasil não têm e a Paraíba é um deles. Mas quero fazê-la em consenso com o Executivo, porque não podemos prejudicar serviços essenciais do governo. Precisamos dialogar para encontrar uma maneira de satisfazer os deputados e o governo”, esclareceu durante entrevista ao programa Correio Debate, da rádio Correio Sat/98 FM.

Balanço do 1º semestre

O presidente também fez um balanço das atividades da Casa nesse primeiro semestre. Para ele, tem sido uma das legislaturas mais atuantes do Legislativo paraibano.  “Nunca se trabalhou tanto na Assembleia como nessa legislatura. São deputados e deputadas compromissados, que procuram ocupar os espaços com debates e sempre produzindo. Me sinto honrado em ser presidente nessa legislatura. Estamos contribuindo para uma Paraíba melhor”, ressaltou.

Galdino acredita que isso também é reflexo do amadurecimento dos parlamentares e dele próprio. “Estou com mais equilíbrio, mais capacidade de dialogar, com mais experiência, ouvindo mais e, consequentemente, errando menos. Quero fazer um legislativo harmônico, dialogando com os Poderes, mas mantendo a independência. Sou leal, mas não sou submisso a ninguém”, enfatizou.

PSB nas eleições

Adriano Galdino também falou de eleições e elencou possíveis nomes para disputar a Prefeitura de Campina Grande. Para ele, o mais forte para entrar na briga é Veneziano Vital do Rêgo.

“Nosso melhor candidato seria Veneziano. É quem tem mais força popular. Eu conversei e vi ele com vontade e aconselhei ele a não querer. Mas o amor que Veneziano tem por Campina é muito grande”, disse.

Ele ainda acrescentou os nomes de Inácio Falcão e Ana Cláudia, que é esposa de Veneziano, como possíveis pré-candidatos. O presidente, contudo, descartou a possibilidade de ele mesmo disputar. “Candidato não sou de jeito nenhum”.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.