Início Geral

Geddel pede demissão e é o 6º ministro a deixar governo Temer

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), entregou nesta sexta-feira (25) sua carta de demissão ao presidente Michel Temer. O articulador político do governo tenta diminuir a crise política que criou ao pressionar o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero para interferir na liberação de uma obra de um prédio em luxo em Salvador (BA). O caso respingou em Temer.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

Geddel teria tomado a decisão de entregar o cargo após consultar sua família. Na carta de demissão, o ex-ministro cita os familiares: “Vejo o sofrimento dos meus familiares. É hora de sair”.

Ele também justifica a saída diante da “dimensão das interpretações dada”, referindo-se às declarações do ex-ministro Marcelo Calero.

A crise em torno do nome de Geddel começou com a demissão do ministro da Cultura, Marcelo Calero, que justificou a saída por pressões sofridas por Geddel para liberar um empreendimento imobiliário na Bahia.

Com a demissão, cai o sexto ministro Temer em pouco mais de seis meses de governo. Os outros que deixaram os cargos foram Romero Jucá, do Planejamento, Henrique Alves, do Turismo, Fabiano Silveira (Transparência), Fábio Osório (AGU) e o próprio Marcelo Calero (Cultura), que levou à demissão de Geddel.

O Palácio do Planalto confirma a demissão de Geddel.

Leia
mais notícias em portalcorreio.com.br,
siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.