Governadores chegaram ‘ao limite da paciência’ com governo Temer, diz secretário

40
COMPARTILHE

O secretário de Comunicação Institucional do Estado, Luis Torres, afirmou que os governadores do Nordeste já chegaram “ao limite da paciência” com o governo federal. Segundo ele, a pauta de reivindicações dos governadores da região não tem sido atendida em nenhum dos seus pontos, desde 2014, quando o governador Ricardo Coutinho (PSB) promoveu em João Pessoa o primeiro encontro entre gestores eleitos e reeleitos.

Leia também: Ricardo vai ao CE para debater mudanças na proposta de reforma da previdência

Os governadores do Nordeste se reuniram em Fortaleza nessa quarta-feira (29). A ‘Carta de Fortaleza’, documento assinado por todos, trata, em linhas gerais, de temas como a retomada dos investimentos na região, o alongamento do prazo para o pagamento da dívida dos estados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES ) e a preocupação de todos com a proposta da reforma da Previdência.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Segundo Luis Torres, também é unânime entre os governadores nordestinos a ideia de que o governo federal não pode transferir para os estados a responsabilidade de uma reforma de Previdência.

“Se cada estado legislar ao sue modo, teremos uma colcha de retalho. A União tem que definir o que quer dos estados”, argumentou, acrescentando que os governadores também não veem com bons olhos o aumento da contribuição previdenciária dos servidores públicos.

O secretário afirmou ainda que os governadores estão dispostos a judicializar a cobrança para o alongamento do prazo de pagamento das dívidas junto ao BNDES.

Luis Torres lembrou também que no caso da repatriação, os recursos que os estados tinham direito só foram depositados pelo governo federal quando as ações foram impetradas no Supremo Tribunal Federal.

O secretário de Comunicação Institucional do Estado foi entrevistado nesta quinta-feira (30), no programa ‘Correio Debate’, da TV Correio. Veja a entrevista completa abaixo.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas