Início Notícias

Catolé do Rocha é marcada por comoção após acidente em MG

O clima na cidade de Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba, é de consternação. Seis, das dez vítimas paraibanas que morreram em um acidente no último sábado (13) na BR-251, em Minas Gerais, são do município. Habitantes cidade descreveram a comoção no local e como estão lidando com as perdas.

A comerciante Taísa Sousa disse que conhecia todas as vítimas que são da cidade e disse que o dia amanheceu diferente em Catolé do Rocha.

“Eu conhecia todos daqui de Catolé (do Rocha). A cidade está abalada. Por ser uma cidade pequena, a gente conhece todo mundo. O clima está pesado, todos estão bem abalados e na espera dos corpos. A gente já estava triste, mas com a chegada dos corpos, é bem diferente. O dia amanheceu triste”, declarou.

Fabiana Silva, também comerciante, afirmou que conhecia três das vítimas e que a cidade está em luto.

“Eu conhecia três pessoas. Elizângela e os dois filhos. A cidade está em luto. Estamos esperando os corpos, que estavam previsto para chegar no fim da manha, mas não chegaram ainda”, disse.

Outro habitante de Catolé do Rocha, que preferiu não se identificar, também lamentou as mortes e descreveu o clima do município.

“É uma tristeza. Morreu muita gente. É muito sério isto. Eu conhecia algumas pessoas. Sei nem explicar direito como é que é o sentimento”, finalizou.

Relembre o caso

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Minas Gerais, duas carretas, duas vans, um micro-ônibus e um caminhão que transportava outro veículo se chocaram na altura do quilômetro 413,2 da BR-251 entre os municípios de Montes Claros e Grão Mogol, no norte do estado.

Uma das vans pertencia a um empresário da cidade de Catolé do Rocha. Além dele, que dirigia o veículo, pelo menos cinco outras pessoas da cidade também estavam na van. Dentre elas, uma mulher e os dois filhos. Por conta da tragédia envolvendo os paraibanos, a Prefeitura de Catolé do Rocha decretou luto oficial de três dias.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros informou o número de sete óbitos, mas outras seis vítimas foram retiradas das ferragens. A batida deixou ainda 39 pessoas feridas, sendo que pelo menos 11 estão em estado grave e uma em estado gravíssimo. Os feridos foram levados para a Santa Casa e o Hospital Universitário de Montes Claros. O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais chegou a informar que 11 paraibanos teriam morrido na ocasião, mas depois corrigiu e atualizou para 10.

No início da tarde, a PRF liberou parcialmente o trânsito da pista no sentido de Montes Claros para Salinas. Segundo informações preliminares dos agentes policiais, o acidente foi provocado por um veículo que seguia de Salinas em direção a Montes Claros e invadiu a pista contrária colidindo na lateral de outro veículo. Os carros que vinham em seguida não conseguiram parar e houve uma sucessão de colisões, tombamento de um carro e incêndio de um dos caminhões.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.